terça, 11 de dezembro de 2018 62 9 9904-5026
Postura

Centro Acadêmico da UGF divulga nota de repúdio contra intolerância racial

O Centro Acadêmico XI de Maio, da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Goiás (UGF) divulgou nota de repúdio contra ato de preconceito a um quilombola e cotista da instituição. O fato, segundo a nota, ocorreu na segunda-feira (08/10), um dia após as eleições. Confira a íntegra:

“Hoje, dia 08 de outubro de 2018, um dia após o primeiro turno das eleições presidenciais, um estudante quilombola e cotista foi agredido verbalmente na Faculdade de Direito da Universidade Federal de Goiás. Foram revoltantes e baixos os termos usados, que não ousamos repetir aqui, lançados de forma injusta e iniciadas no bojo de uma provocação política que culminaram em dizeres contra a política de cotas universitária e redundaram em ato de intolerância racial.

Muito entristece este Centro Acadêmico que tais palavras tenham vindo de um outro estudante da Casa o qual teve acesso à educação formal, e proferidas dentro de um espaço privilegiado que é a universidade, o lugar máximo de exercício de debates democráticos. A agressão ocorreu de forma extremamente injusta e as devidas instâncias legais foram e estão sendo acionadas para que sejam tomadas as providências cabíveis.

O Centro Acadêmico XI de Maio, CAXIM, aproveita a infeliz oportunidade para expressar repúdio a manifestações dotadas de ódio, de cunho racista, misógina ou LGBTfóbica, e demonstra sua postura em defesa da inclusão e da diversidade. Declarações e atitudes que expressam ódio contra minorias sociais não devem ter lugar nem na universidade nem em uma sociedade que almejamos seja solidária, fraterna e justa.

É dever nosso, como Centro Acadêmico, e de todos e todas, o engajamento na luta contra toda e qualquer forma de preconceito, bem como a desconstrução de discursos de ódio”.

Comentários



Receba nosso informativo

Cadastre-se em nossa newsletter e fique por dentro das novidades do portal Rota Jurídica