Arquivos inseridos no Projudi do Judiciário goiano podem ter a partir agora até 6 MB

A Divisão de Engenharia de Software da Diretoria de Informática do Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO) aumentou o limite do tamanho de arquivos inseridos no Projudi para 6 MB, desde que o arquivo possua, no mínimo, 30 páginas.

A alteração visa contribuir com os trabalhos dos usuários, mas, ao mesmo tempo, zela pelo crescimento sustentável do banco de dados.

A Diretoria de Informática reforça a necessidade de utilização das melhores práticas na hora de digitalizar documentos, de modo a otimizar o seu tamanho.

Assinador externo

A Divisão de Engenharia de Softwares da Diretoria de Informática também desenvolveu uma integração entre o assinador externo e o Projudi. Com a atualização, no final do expediente, usuários externos, como advogados, promotores e defensores públicos poderão elaborar, anexar e assinar os documentos dentro do Projudi, por meio do seu token, oferendo agilidade na rotina do profissional.

Além disso, o usuário poderá utilizar outros navegadores, desde que estejam atualizados e com o Java devidamente configurado.