Proad do Judiciário goiano ganha aplicativo e pode ser acessado também pelo celular

A concepção e o desenvolvimento do software são da Diretoria de Informática do TJGO

O Processo Administrativo Digital (Proad) do Judiciário goiano acaba de lançar sua versão para smartphones. O aplicativo está disponível para usuários Android e iOs e já pode ser baixado na Google Play e Apple Store. Para acessar, basta utilizar login e senha já cadastrados na plataforma tradicional. A concepção e o desenvolvimento do software são da Diretoria de Informática do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO).

Segundo o presidente do TJGO, desembargador Walter Carlos Lemes, a novidade está em consonância com os objetivos de sua gestão de “modernizar o Poder Judiciário, investindo em tecnologia de ponta a fim de possibilitar rapidez e eficiência no desempenho dos trabalhos internos”. O magistrado à frente da Justiça Estadual goiana ainda completou que “está feliz em deixar mais um legado no fim de sua gestão”.

Com a novidade, a expectativa é tornar mais céleres os trâmites de processos internos, uma vez que a ideia não é, apenas, reproduzir a versão do computador no celular, mas oferecer uma ferramenta que adeque os benefícios de um smartphone ao sistema. “O app (termo diminutivo que se refere a aplicativo móvel) permite funcionalidades que não são possíveis na versão tradicional, como por exemplo a notificação via push de pedidos de assinatura: ou seja, mesmo com o app fechado, o usuário pode ser notificado, a exemplo do que acontece com o WhatsApp e outros aplicativos, dessa maneira pode ter ciência de quando um pedido de assinatura é solicitado”, explica o técnico em programação João Paulo Cavalcante Presa, do Núcleo de Sistemas Administrativos, que trabalhou em conjunto com a Divisão de Infraestrutura.

Nesta primeira versão do app, o usuário pode encaminhar e distribuir processos, assinar documentos, ser notificado de novos pedidos de assinatura, acompanhar os processos da unidade e processos pessoais. “Inicialmente, o app atenderá uma fração das funcionalidades do Proad tradicional. As versões futuras terão um incremento de funcionalidades, podendo, até quem sabe um dia, ser uma alternativa à versão tradicional”, planeja o programador.

Ainda segundo o representante da Diretoria de Informática, o regime de home office, instituído e ampliado para vários departamentos do TJGO durante a pandemia do novo coronavírus, contribuiu para a pasta conceber ferramentas e pensar em novos formatos de acesso. “O momento que vivemos gerou novos desafios e pôs em xeque paradigmas tradicionais, o fato dos usuários terem que conciliar a vida cotidiana com o trabalho foi uma das inspirações para propor o aplicativo, ao prover um canal que pode ser usado de maneira otimizada quando não é possível estar em frente a um computador pessoal”. Fonte: TJGO