domingo, 21 de outubro de 2018 62 9 9904-5026
Ofício

Protetores solicitam monitoramento por câmeras de atropelamento de animais

Um grupo de protetores de animais entregou à Diretoria Geral da Polícia Civil de Goiás ofício solicitando que passe a ser informado,  por meio de câmeras do Detran de Goiás, os registros de atropelamentos de animais. Fornecendo, assim, meios de identificar os responsáveis pelos veículos, a fim de que possam ser autuados por maus tratos. Segundo a associação, deixar a vítima sem prestar socorro é uma das modalidades de maus-tratos. O ofício foi assinado pela protetora independente Leilamar Santana Leite.

No documento, o grupo pede, ainda, que o Registro de Atendimento Integrado (RAI), em casos de maus-tratos, seja feito em qualquer Delegacia de Polícia de Goiás, “com presteza, de imediato, sem discriminação por ser a vítima ‘animal’. Além disso, que, em Goiânia, seja fixada uma equipe na Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente (DEMA), especifica para investigações de crimes de maus-tratos/violência contra animais.

Pede também que seja fornecido meio de fácil acesso para que qualquer pessoa possa registrar RAI por ameaça e/ou ocorrência de maus-tratos contra animais. E que as autoridades possam agir de imediato, nos casos de atendimento a animais vítimas de maus-tratos ou em qualquer situação de vulnerabilidade.

Comentários



Receba nosso informativo

Cadastre-se em nossa newsletter e fique por dentro das novidades do portal Rota Jurídica