Juíza determina bloqueio de 20% da renda da bilheteria do show de Cleber e Cauan no Serra Dourada

A Justiça determinou o bloqueio de 20% da renda oriunda da bilheteria de um show musical dos cantores Cleber e Cauan. A decisão foi proferida neste domingo (26), pela juíza plantonista Simone Monteiro, mesmo dia em que o evento ocorreu, em Goiânia, no estacionamento do Estádio Serra Dourada.

A medida atendeu pedido feito Almirando Davi de Castro, Gilvan Máximo e Vaniere Nogueira Filho contra C&C Produções e Shows e os integrantes da dupla. A alegação é que os autores formalizaram contrato com os cantores em 2015, com investimentos na carreira superior a R$ 1 milhão e que, segundo eles, desde então, não viram um real da dupla.

A magistrada decretou o bloqueio sobre as operações de cartão de crédito e débito, quantia em espécie e sobre a venda de ingresso on-line. Ao examinar os autos, a magistrada ponderou que a medida atende pedido de medida cautelar, pois encontrou presentes os requisitos para o deferimento da medida.

Destacou, também, que é patente o perigo da demora, uma vez que, caso não fosse efetuado nesta data, restaria prejudicado o recebimento do crédito pela parte autora. “Logo, entendo que a medida cautelar incidental deve ser deferida para determinar o arresto de bens conforme requerido, a fim de garantir o resultado útil da execução”, salientou.