Modernização dos cartórios: serventia registra título de crédito rural em 24 horas

Instituído pela Lei 13.986/2020, o Fundo Garantidor Solidário (FGS) facilitou o acesso ao crédito para o produtor rural. Em consequência disso, a previsão é de que a demanda pelo registro de cédulas rurais aumente nos cartórios de registro de imóveis nos próximos meses, exigindo das unidades de atendimento extrajudicial empenho para atender com eficiência e agilidade a essa nova demanda.

Oficial Leandro Akira Matsuoka

Diante desse cenário, o Cartório de Registro de Imóveis e Anexos da Comarca de Jataí/GO já adotou um novo procedimento que permite realizar o serviço dentro do prazo de 24 horas. O Oficial Leandro Akira Matsuoka explica que foi criado o programa “Quem financia tem pressa” com uma equipe específica na serventia para realizar o novo procedimento, priorizando o registro de cédula rural.

“Assim que a cédula rural for protocolada no cartório, a análise e o registro serão realizados em 24 horas, caso não seja constatado nenhuma pendência”, explica. Ao adotar um novo procedimento para se antecipar à alta demanda que se aproxima, o cartório se insere em um processo de modernização que vem ocorrendo nos serviços cartorários de Goiás e do Brasil na última década.

A proposta desse processo de modernização é acompanhar as mudanças nas demandas da sociedade, aproximando os cartórios cada vez mais dos cidadãos por meio de uma gestão voltada para qualidade na prestação dos serviços extrajudiciais e para excelência no atendimento ao usuário.

Dessa forma, além de se antecipar, se preparar para atender a alta demanda, o Oficial Dr. Leandro Akira afirma que situação atual estimulou o desenvolvimento e a adoção do novo procedimento que proporciona maior celeridade e eficiência no registro de operações de crédito e que será realizado permanentemente na serventia. “Entendo que o cartório de registro de imóveis deve ser um facilitador do crédito, jamais pode ser entrave”, argumenta.