Advogado alega ter apoio de representantes de subseções do interior para concorrer à lista sêxtupla da OAB-GO

Wanessa Rodrigues

Já é forte a mobilização de candidatos que têm interesse em se candidatar a uma vaga na lista sêxtupla do quinto constitucional reservado à advocacia para disputa do cargo de desembargador do Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO). O presidente da Comissão de Direito Criminal e de Direitos Humanos da Subseção de Trindade, o advogado Marcelino Assis Galindo, por exemplo, garante que está recebendo apoio de representantes de subseções do interior do Estado.

Advogado Marcelino Assis Galindo.

Galindo, que vai se inscrever para lista sêxtupla da OAB para vaga de desembargador do TJGO, mostra uma lista com a assinatura de 37 presidentes de subseções do interior que apoiam sua candidatura. As inscrições foram abertas no último dia 31 de outubro e vão até o próximo dia 28 de novembro.

Mobilização

Muitos outros advogados já estão mobilizados e admitem que vão mesmo colocar seus nomes para apreciação do Conselho Seccional da OAB-GO, a quem cabe a tarefa de escolher os seis nomes que serão encaminhados à Corte Goiana. Augusto César Rocha Ventura, que foi o primeiro nome da listagem formada pela OAB-GO no ano passado, está trabalhando para garantir vaga na lista.

Outros que integraram a lista sêxtupla e não escondem que serão candidatos são Alexandre de Morais Kafuri e Vicente Lopes da Rocha Júnior. Ricardo Baiocchi e o secretário de Estado da Casa Civil, Anderson Máximo de Holanda, também confirmaram participação. Três nomes femininos surgem quando o assunto é a formação da lista sêxtupla: Sônia Caetano Fernandes, Antônia Chaveiro e Rosângela Magalhães. Elas já declararam abertamente que vão concorrer à listagem.

Veja a lista de apoio a Marcelino Assis Galindo