Procon Goiás notifica Infraero e aéreas por não utilizarem pontes de embarque e desembarque

Passageiros reclamarem que as áreas não estão utilizando os fingers mesmo quando alguns estão vazios

O Procon Goiás notificou, na tarde desta sexta-feira (12/7), a Infraero Goiânia e todas as companhias aéreas que operam no Aeroporto Santa Genoveva para prestar esclarecimentos sobre a notícia da não utilização das pontes de embarque e desembarque (fingers). As empresas têm o prazo de cinco dias úteis para apresentar os motivos que justifiquem a falta de acessibilidade dos passageiros no trajeto entre o saguão do aeroporto e as aeronaves.

As companhias também deverão esclarecer se estão oferecendo veículos com elevadores, ou outros dispositivos apropriados, para efetuar o embarque e desembarque de pessoas com deficiência, idosas ou com mobilidade reduzida, no caso de indisponibilidade de pontes de embarque ou quando a aeronave estacionar em posição remota.

A notificação do Procon ocorre após passageiros reclamarem que as áreas não estão utilizando os fingers mesmo quando alguns estão vazios. A queixa dos usuários e ter que caminhar do saguão do aeroporto até as aeronaves, algumas vezes sob sol ou chuva, o que causa desconforto e pode danificar as rodinhas das malas, já que o asfalto não é totalmente nivelado.