Paciência tem limite!

fernanda santos 3Como em diversas madrugadas a fio, fiquei afim de me expressar sobre algumas coisas, e desde já vou mandar mais um papo reto, aliás para quem estava com saudade dos textos desta escriba, que me perdoem pela dureza das minhas palavras. Mas meus fiéis leitores sabem muito bem que quando estou assim, podem juntar Luiz Martins Neto, misturado com Inácio Belina Filho, que a NAVALHA da LOIRA vai cortar na carne de gente sem noção bonito… Até porque os dois juntos não dariam conta de segurar a minha língua, nem se quisessem.

Seguinte, pessoal. Acabou a paciência com: a Confederação Brasileira de Futebol – CBF, a Federação Goiana de Futebol – FGF, o Congresso Nacional, a Assembleia Legislativa do Estado de Goiás – ALEGO, a Câmara Municipal de Goiânia-GO, o Governo do Estado de Goiás, o Governo Federal, a Prefeitura Municipal de Goiânia-GO, o Tribunal de Justiça do Estado de Goiás – TJGO, a Ordem dos Advogados do Brasil Seccional de Goiás- OAB/GO, a Rede Metropolitana de Transporte Coletivo – RMTC, e mais alguns PALHACITOS que estão fazendo parte do Bonde da Camarilha que está tocando o terror nas pistas, tirando onda com a cara da população brasileira.

É brincadeira o que ocorrem nas ruas, já que o povo se encontra: sem segurança, saúde, educação, transporte público de qualidade, e mais outras coisas mais, e o que é pior: este tipo de instituições conforme mencionados nesta pequena lista, estão tirando a alegria de viver e a autoestima de nosso povo. E pela inércia de uns e outros, o que é ruim ficará pior ainda.

Em relação aos caprichos da Confederação Brasileira de Futebol – CBF e, que não bastando ser gerenciada por um coronel, em conjunto com a Federação Goiana de Futebol – FGF proporcionam ao torcedor um espetáculo de quinta categoria por preço de primeira classe, e não bastando isso, o papel patético que os árbitros de futebol estão se prestando, estão estragando o espetáculo, além do pífio nível técnico dos times brasileiros e goianos que ainda são obrigados a se submeter a esse tipo de coisa.

No que tangem ao Congresso Nacional, a Assembleia Legislativa do Estado de Goiás – ALEGO, e a Câmara Municipal de Goiânia-GO, seus integrantes estão legislando sem observar a vivência daqueles, que elegeram os constituintes de seus mandatos, para assim promover a cidadania, e o bem estar da coletividade, legislando possivelmente para Al Capone, e mais alguns como Dom Corleone, pois para o povo mesmo, só enviam é um verdadeiro pacote de maldades, amordaçando e dificultando ainda mais a convivência em sociedade. Daqui a pouco estes indivíduos só faltam querer regular a quantidade de horas que o cidadão de bem terá que dormir. É brincadeira.

Na cesta onde estão inseridos: o Governo do Estado de Goiás, o Governo Federal, a Prefeitura Municipal de Goiânia-GO, eu não posso deixar de ressaltar que o aumento dos impostos em tempos de crise, e a falha no combate ao mosquito Aedes Aegypti, e no que tangem aos serviços de saúde pública, e educação faz até o mais fervoroso cristão perder a sua fé, pois a proporção de infectados com as doenças transmitidas pelo mesmo mosquito, e o aumento exorbitante dos impostos sem contrapartida alguma para a sociedade, tem deixado muita gente revoltada…

No caso do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás – TJGO, diversos juízes e seus serventuários tem tirado o sono de seus jurisdicionados, haja vista tantas trapalhadas na condução dos processos judiciais, desde falta de checagem na ordem cronológica dos procedimentos, a arquivamentos sem necessidade, demora nos retornos dos cálculos dos autos na Contadoria judicial, falta de servidores, desrespeito as prerrogativas dos advogados, servidores desmotivados, e etc. etc. etc. e a Ordem dos Advogados do Brasil Seccional de Goiás- OAB/GO, mesmo com uma nova gestão que já tinha conhecimento de tais situações ainda está usando de um tom amável com esse pessoal, coisa que os mesmos integrantes do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás – TJGO não usam com a categoria, espero que sejam tomadas providências sérias e enérgicas, pois a Advocacia de Goiás merece respeito, independente de quem dirigir a Ordem dos Advogados do Brasil Seccional de Goiás- OAB/GO, e que seus dirigentes corram logo, pois o meu prazo de tolerância com a Ordem dos Advogados do Brasil Seccional de Goiás- OAB/GO nesse viés, já tá começando a se esgotar, e peço por favor não apressem este processo, pois eu quero evitar a fadiga, até porque eu não sou obrigada a ser amável e cortês, com quem não é amável e cortês com seu ninguém.

A Rede Metropolitana de Transporte Coletivo – RMTC, não poderia ficar de fora desta lista, pois ao impor o aumento na passagem de ônibus, Ctiybus e do Eixo Anhanguera, sem oferecer um serviço adequado e decente para a comunidade da Região Metropolitana de Goiânia-GO, tal ato deveria ser considerado além de caso de propaganda enganosa, considerado como um caso de polícia, ou crime de lesa pátria. Pois há muito tempo não há uma melhoria significativa, seja na frota de ônibus e Ctiybus, ou nos terminais e pontos de ônibus e Ctiybus, e os terminais do ônibus, Ctiybus e do Eixo Anhanguera, que justificassem tamanho assalto ao trabalhador, e enquanto isso os donos das empresas deste segmento, andam em carros blindados e lotados de seguranças à sua inteira disposição, e a galera que faz uso das plataformas do Eixo Anhanguera, além de ser assaltada, está perecendo ante a inércia destas criaturas, que passam bem longe de lá, e nem apareçam nestes locais, pois o resultado não lhes será tranquilo, e nem tampouco favorável… E enquanto a NEGADA não botar pra moer e fazer o casarão tremer, a cena será esta, conforme ressaltados nestas linhas corrosivas.

Haja vista que com tanta patifaria rolando nas pistas, não dá para ser amável e nem escrever algo com um tom ameno. Eu fico vendo esses PALHACITOS que durante muito tempo lamberam as botas, pra não dizer o traseiro de uns e outros aí, que tocaram o terror com meio mundo de gente, e por agora não me escandalizou nem um pouco, saber que estes mesmos seres imundos foram removidos do tabuleiro de xadrez por parte de seus bajulados, sem direito a aviso prévio, ou canção da despedida.

Claro, a posição, e a ocupação útil de um bobo da corte não poderá durar muito tempo, pois no fim ele poderá querer sentar no trono no rei, e óbvio que o protagonista antes que isso ocorra, dará um fim no mencionado patife, o que ainda é pouco, mas já dá para o gasto. Ah, e antes que apareçam alguém dizendo que por ser mulher, eu teria de ser mais delicada, já pode parar por aí. Pois não hesitarei em apertar automaticamente o botão do “[email protected]#$-%@”, e aí já foi. Quando falo que não se deve mexer com a minha língua, eu não falo de graça, mas tem gente que adora se fazer de desentendido, e como eu JAMAIS traí a minha consciência, não posso ser nenhum pouco tolerante com esse tipo de gente.

No momento até então, eu só estava descansando. Eu vejo tudo e ninguém me vê, mas quando pensarem que não, eu vou estar em cima do lance, de marcação cerrada pior do que o Andrés D’Alessandro, que até o mês passado jogava no Sport Club Internacional. O pior pesadelo de muita gente está de volta. Depois não digam que eu não avisei.

*Fernanda Santos Bacharela em direito, Especialista em Direito do Consumidor latu sensu, pela Universidade Federal de Goiás – UFG, parecerista em matéria cível. Articulista do jornal Perspectiva Lusófona em Angola, DM e Opinião Jurídica em Goiânia-GO e da Revista Consulex Digital.