Acusado de matar criminalista será interrogado nesta quinta-feira no Fórum Criminal de Goiânia

Advogado criminalista, Thiago Souza Mendes, 27 anos / Foto: Reprodução

A Justiça ouve, na tarde desta quinta-feira (26), na 4ª Vara dos Crimes Dolosos contra a Vida e Tribunal do Júri de Goiânia, o acusado de assassinar o advogado criminalista Thiago Souza Mendes. Pedro Henrique de Sousa confessou ter sido o autor dos disparos que matou o causídico na madrugada do último dia 18 de julho, na Avenida Sonnemberg, no Setor Cidade Jardim, em Goiânia. A mulher o advogado, Jessica Resende de Paula, cobra por Justiça. Ela está mobilizada na porta do Fórum Criminal, com faixa pedindo Justiça para o caso.

Mulher do criminalista pede justiça

Conforme informações da Polícia, Pedro é um traficante ligado a uma grande facção criminosa de Goiás. Tudo começou após Pedro ter sido preso e recorrer ao advogado na tentativa de uma contratação. “Porém, não houve entendimento e o mesmo se sentiu humilhado”. Além disso, ele teria alegado que descobriu que o advogado tivera um relacionamento antigo com uma ex-namorada dele.

A vítima foi morta quando saia de um restaurante da região, onde jantou com a mulher, quando foi surpreendida pelos disparos. Thiago morreu na hora. Nenhum dos tiros, porém, atingiu Jessica ou o veículo do criminalista. O advogado deixou dois filhos.

Após o crime, a Delegacia Estadual de Homicídios (DIH) criou uma força-farefa com aproximadamente 40 policiais civis, com apoio da Força Nacional, e, segundo a Polícia Civil, conseguiu esclarecer toda a dinâmica dos fatos.