Acieg inaugura Câmara de Conciliação e Arbitragem para solução de conflitos envolvendo pequenas e médias empresas

Marília Costa e Silva

Conselheiro federal Fernando de Paula fará palestra durante a inauguração

A Associação Comercial, Industrial e de Serviços do Estado de Goiás inaugura nesta quinta-feira (3), às 9 horas, a Câmara de Conciliação e Arbitragem (CAM Acieg), que terá como foco a solução de questões empresariais das pequenas em médias empresas. Durante a inauguração, será realizada a palestra As MPEs e a Relevância dos Métodos de Solução de Conflito, com o conselheiro federal da OAB de Goiás Fernando de Paula Gomes Ferreira, que preside a Comissão Especial de Apoio Jurídico às Micro e Pequenas Empresas do Conselho Federal da OAB e também é gerente Executivo de Governança Corporativa do Sebrae Goiás.

Segundo o advogado Renan Martins, um dos diretores da Acieg, a CAM Acieg, que funcionária nas dependência da associação, localizada no Setor Oeste, em Goiânia, conta com regulamentos e procedimentos adequados aos melhores padrões brasileiros. “Nesse sentido, o empresariado não mais precisará se socorrer das câmaras instaladas no eixo Rio-São Paulo, uma vez que a CAM Acieg estará pronta para sediar quaisquer disputas empresariais”, frisa Martins, que é presidente da Comissão Especial de Arbitragem da OAB-GO.

O advogado Renan Martins é um dos diretores da Acieg

Martins explica que, para usar os serviços da CAM Acieg, basta ligar no telefone geral associação para agendar uma análise prévia da questão, “no intuito de indicar o melhor método para a solução (conciliação, mediação ou arbitragem) e posteriormente iniciar o procedimento, escolhendo o profissional e apresentando só documentos necessários para o convite à outra parte”.

Ele explica que a câmara conterá uma lista que privilegiará profissionais goianos de renome nas suas áreas de especialização. Para a arbitragem, por exemplo, contará com advogados, economistas, engenheiros e com nomes de reputação no meio empresarial. “Para a mediação e conciliação, profissionais devidamente capacitados e com vasta experiência no trato dos conflitos, buscando, principalmente o alinhamento da comunicação e o entendimento dos interessados”, frisa.