Vicente Lopes da Rocha Júnior é eleito por aclamação diretor da Escola Judiciária Eleitoral de Goiás

Vicente Lopes da Rocha Júnior

Marília Costa e Silva

O Tribunal Pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO) elegeu, à unanimidade de votos e por aclamação, Vicente Lopes da Rocha Júnior para diretor da Escola Judiciária Eleitoral de Goiás (EJE). Advogado, ele é juiz na corte goiana na vaga reservada a jurista. Na mesma sessão, realizada no dia 23 passado, foi eleito, sob as mesmas condições, o juiz de Direito Átila Naves Amaral para o cargo de Ouvidor da Justiça Eleitoral.

A EJE tem como objetivo inscupildo em seu ato constitutivo a capacitação, o aprimoramento e a atualização dos magistrados, membros do Ministério Público, servidores da Justiça Eleitoral e demais operadores do Direito Eleitoral, primando pela eficiência e qualidade. Além disso,  a escola tem como meta trabalhar pela conscientização do cidadão, para o exercício do voto livre e isento de fraudes. Cabe à EJE a realização do Programa Eleitor do Futuro em escolas públicas.

Vicente Lopes chega à diretoria da EJE depois de ocupar o cargo de Ouvidor da Justiça Eleitoral desde fevereiro de 2019. Mas antes, disso, em 2015, ele passou a compor o Tribunal Pleno como Juiz-Membro Substituto, tendo sido reconduzido em 2017. Em novembro de 2018, tomou posse como Juiz-Membro Titular.

Juiz Átila Naves do Amaral é o novo ouvidor

Ouvidoria
A Ouvidoria do TRE-GO tem por missão servir de canal de comunicação entre o cidadão. Cabe a ela receber denúncias, reclamações, solicitações, sugestões, elogios e pedidos de informação sobre as atividades da Justiça Eleitoral de Goiás, procurando promover o aprimoramento dos serviços prestados pela Justiça Eleitoral.

Átila Naves Amaral, novo ouvidor, já é membro titular da Corte Eleitoral desde agosto de 2019. No biênio 2016/2018, ele atuou como juiz eleitoral e diretor do Foro da Capital. Em maio de 2018, integrou o Tribunal como juiz-membro substituto. Com informações do TRE-GO