Ouvidoria registra 5.760 demandas em novembro

O Sistema de Gestão de Ouvidoria do Governo de Goiás registrou 5.760 manifestações da população no mês de novembro, das quais mais de 3,8 mil finalizadas e o restante em andamento. A maior parte das demandas (3.541) foi feita pelo telefone 08006215613, quando as pessoas recebem respostas imediatas para seus questionamentos. Em 11 meses de 2013, o sistema já registrou um total de 41.370 manifestações da população. Os dados foram apresentados nesta segunda-feira, dia 2, pela Superintendência da Ouvidoria Geral da Controladoria Geral do Estado.

A utilização do Sistema de Ouvidoria pela população tem crescido a cada mês, alcançando em 2013 a média mensal de 3.761 demandas. A título de comparação, em 2012 a média foi de 671 manifestações por mês. Esse avanço é justificado principalmente pelo grau de conhecimento que as pessoas passaram a ter do sistema e a confiabilidade no governo, que está disposto a ouvir os cidadãos, verificar e apurar os fatos e oferecer respostas aos questionamentos feitos. Os principais tipos de manifestações são reclamações, denúncias, pedidos de acesso a dados, informações diversas, sugestões e elogios.

Lei de acesso
No mês de novembro, os goianos apresentaram 155 requerimentos de informações com base na Lei de Acesso à Informação. Desse total, 100 pedidos já foram atendidos e os demais estão em andamento, com observância dos prazos para oferta das respostas. De janeiro a novembro deste ano, o número de requerimentos com base na LAI já chega a 838.

Os segmentos mais demandados são relativos a servidores públicos, saúde, educação, contratos, meio ambiente, obras/infraestrura e segurança pública. Ainda em relação à LAI, os órgãos mais demandados são Secretaria de Ciência e Tecnologia, Ipasgo, Secretaria de Gestão e Planejamento, Secretaria da Educação, Universidade Estadual de Goiás, Secretaria do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos e Secretaria da Segurança Pública.

Os cidadãos dispõem de vários canais para dialogar com o Governo do Estado. Além do telefone 0800, as manifestações podem ocorrer também pelo e-mail [email protected], no site www.cge.go.gov.br e também de forma presencial em todas as unidades do Vapt Vupt em Goiânia e no interior.