segunda, 21 de janeiro de 2019 62 9 9904-5026
Omissões

MPF cobra informações sobre instabilidade no sistema de inscrições para o Mais Médicos

O Ministério Público Federal (MPF) em Goiás instaurou, nesta quarta-feira (21), Procedimento Preparatório (PP) para apurar ações ou omissões ilícitas de órgãos da União quanto às inscrições para o Programa Mais Médicos, especialmente quanto à acessibilidade e operação do site de inscrições.

O prazo para as inscrições, feitas exclusivamente por meio do site do programa, encerra-se no próximo dia 25 e servem ao preenchimento de cerca de 8.517 vagas de destinadas a médicos brasileiros e estrangeiros com diploma revalidado no Brasil. Os profissionais cubanos, que atualmente ocupam as vagas, estão deixando o ‘Mais Médicos’ por determinação do governo de Cuba.

De acordo com o procurador da República Ailton Benedito, o site supracitado apresenta instabilidade, o que pode prejudicar a inscrição dos profissionais dentro do prazo assinalado. “Tal situação pode inviabilizar o recrutamento pretendido pelo certame, em prejuízo das políticas de atenção à saúde de milhões de brasileiros”, destaca o procurador.

Como primeira medida, o MPF expediu ofício ao Ministério da Saúde requisitando, no prazo de 24 horas, informações atualizadas sobre o Programa Mais Médicos, notadamente acerca das providências adotadas para solucionar problemas de instabilidade e indisponibilidade de acesso ao site de inscrições. “O objetivo, neste momento, é garantir a lisura do certame”, conclui Benedito. Fonte: MPF/GO

Comentários



Receba nosso informativo

Cadastre-se em nossa newsletter e fique por dentro das novidades do portal Rota Jurídica