Natjus-GO divulga estudos científicos para orientar magistrados sobre uso da hidroxicloroquina para Covid-19

O medicamento hidroxicloroquina para infecção por Covid-19 só deverá ser indicado para pacientes em casos críticos, quando não houver outras alternativas. A orientação é do Núcleo de Apoio Técnico do Judiciário (Natjus-GO). Confira aqui

O estudo se baseia em três estudos elaborados, separadamente, pelo próprio Natjus-GO, pelo Núcleo de Avaliação de Tecnologias em Saúde do Hospital Sírio-Libanês (NATS-HSL) e pela Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), filiada à Associação Médica Brasileira. Com a divulgação dos estudos, o Natjus-GO pretende oferecer aos magistrados fundamentação científica nas demandas sobre saúde relacionadas à questão, quando a gravidade ou necessidade não estiver bem configurada.

De acordo com o coordenador do Comitê Executivo Estadual do Fórum Nacional do Judiciário para a Saúde do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e Supervisor do Natjus-GO, juiz Eduardo Perez de Oliveira, o Ministério da Saúde validou o medicamento e autorizou seu uso apenas para pacientes em casos críticos, uma vez que a utilização do medicamento ainda encontra-se em fase de testes, em estudos clínicos em andamento no mundo, portanto, ainda não existem evidências científicas que sustentem seu uso em todos os casos.

.