Piloto passa várias vezes próximo à residência de ex-namorada e tem prisão decretada pela Justiça

Advogada de Anápolis filmou cenas da agressão sofrida e denunciou o caso

A juíza Liliana Bittencourt decretou a prisão do piloto Victor Augusto Junqueira do Amaral, que foi filmado em dezembro do ano passado agredindo a então namorada, a advogada Luciana Sinzimbra, após ele descumprir medidas protetivas, em Anápolis, município localizado a 55 quilômetros da capital. Ele está usando tornozeleira eletrônica e teria violado a regra de se manter longe dela por pelo menos 300 metros. A defesa de Victor, que é filho do ex-prefeito de Anápolis Eurípedes Junqueira, no entanto diz que se houve a aproximação, esta foi acidental.

O pedido de prisão foi feito pela advogada que alegou que, no dia 4 de maio passado, ele ficou dando voltas na casa dela, em Anápolis. “Amigos disseram que ele tinha saído de um bar naquela madrugada e foi na direção da minha casa, que fica no lado oposto da dele”, afirmou Luciana. Ela narrou à Justiça que o aparelho que ela tem para detectar a aproximação de Victor apitou várias vezes, o que mostraria que ele não estava passando pelo local ao acaso.

Na sentença que determina a prisão de Victor, consta que a Central de Monitoração Eletrônica comunicou à Justiça que em maio “o acusado cometeu doze violações de área de exclusão e duas violações de fim de bateria”.

O caso

No dia 14 de dezembro do ano passado, Victor e a então namorada teriam se desentendido. Ele teria iniciado as agressões à vítima, que, em determinado momento, conseguiu iniciar uma filmagem com o celular, que estava escondido. Nas imagens, o rapaz é visto atingindo a jovem com tapas, segurando-a pelo pescoço e dando um murro em sua cabeça.

No dia seguinte, a advogada procurou a Delegacia da Mulher, na capital, cidade onde ocorreu o fato. As imagens registradas se tornaram públicas, disseminadas pela internet.