OAB-GO recomenda aos criminalistas que limitem visitas a presídios a casos excepcionais

Em razão da pandemia do coronavírus e da necessidade de somar esforços às medidas de prevenção pelo combate ao alastramento da doença Covid-19, a Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Goiás (OAB-GO) está recomendando à advocacia criminal de Goiás que restrinja as visitas e entrevistas pessoais com pessoas privadas de liberdade nos estabelecimentos prisionais aos casos excepcionais de urgência ou que envolvam prazo processual não suspenso.

Portanto, a OAB-GO concita aos profissionais que evitem exercer as atividades ordinárias que demandam acesso aos presídios até que a situação esteja normalizada. Em comunicado, a OAB-GO reafirma o compromisso de assegurar as prerrogativas do advogado e garantir o livre exercício profissional, mas em momentos de exceção é dever da instituição proteger, sobretudo, a vida e a saúde de seus inscritos e da cidadania em geral.

Clique aqui para ler a recomendação na íntegra