Escritório de advocacia produz e-book para explicar passo a passo da recuperação judicial

A crise econômica pegou uma boa parcela dos empreendedores de surpresa e, muitos deles tentaram segurar enquanto puderam, mas infelizmente não conseguiram contornar a situação e, agora, precisam pensar em alternativas para não ter o sonho perdido por completo.

Eles têm duas saídas para não fechar as portas ou decretar falência: Recuperação Judicial ou Extrajudicial. A primeira é uma reestruturação de dívidas. Ela pode ser entendida como um acordo extrajudicial firmado entre a empresa devedora e determinada(s) classe(s) de seus credores no intuito de, através da cooperação entre os agentes envolvidos, buscar a satisfação dos créditos, bem como o soerguimento da empresa e manutenção da atividade empresarial.

Já a Recuperação Judicial é um instituto jurídico criado com a intenção de permitir a reorganização econômico-financeira de uma empresa. Via de regra, a empresa precisa passar pelo processo quando suas dívidas superam sua receita, de modo que o cumprimento de suas obrigações se torna inviável.

Pensando naqueles que querem seguir pela Recuperação Judicial, João Pedro Louzada, Advogado especialista em Recuperação Judicial no escritório GVM | Guimarães & Vieira de Mello Advogados, desenvolveu um e-book, O passo a passo da Recuperação Judicial , que apresenta um conteúdo simples e prático acerca de todas as etapas do método.

“O intuito do e-book é mostrar o panorama geral do procedimento, os requisitos necessários para fazer o pedido e executar o plano e todas as informações sobre a votação na Assembleia Geral de Credores e Cram Down”, explica Louzada.

O e-book é um guia para você, empreendedor, conhecer todos os passos necessários e tomar decisões mais assertivas e seguras. Ele está sendo disponibilizado gratuitamente aqui.