Daniel Viana é escolhido por aclamação para presidir TRT de Goiás no biênio 2021/2023

Em sessão administrativa realizada nesta terça-feira (6), o Tribunal Pleno elegeu, por aclamação, o desembargador Daniel Viana Júnior para ocupar o cargo de presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região para o biênio 2021/2023, tendo como vice-presidente e corregedor o desembargador Geraldo Rodrigues do Nascimento.

Na mesma sessão, foram eleitos a nova diretora da Escola Judicial, desembargadora Iara Rios, o ouvidor do TRT, desembargador Platon Teixeira Filho, e o vice-ouvidor, desembargador Eugênio Cesário Rosa. Já a Comissão de Vitaliciamento do Tribunal será composta pelos Desembargadores Eugênio Cesário Rosa, Iara Teixeira Rios e Silene Aparecida Coelho.

Os desembargadores eleitos assumem seus mandatos a partir de fevereiro de 2021, no 31º ano de existência do Tribunal. “Esse é um momento de celebração e a oportunidade de reconhecer essa continuidade administrativa que é a nossa marca e uma forma de homenagear os colegas que, por seus méritos e pela carreira que trilharam até agora, chegaram até aqui”, ressaltou o atual presidente do TRT, desembargador Paulo Pimenta.

Daniel Viana Júnior e Geraldo Nascimento

O desembargador Daniel Viana Júnior disse que espera, junto com o vice-presidente eleito, dar continuidade às “excelentes administrações que nos antecederam, prometendo nos espelhar no que de melhor fez cada colega que já passou pela presidência e vice-presidência do Tribunal. Eu agradeço a confiança em nós de todos os meus pares em delegarmos a missão de conduzir esse Tribunal que tem sido um destaque nacional e paradigma para outros regionais”, salientou.

Daniel Viana ponderou, no entanto, que a missão não deverá ser fácil diante dos desafios e dificuldades impostos pela pandemia da covid-19. “Realmente, é muito difícil planejar uma gestão para dois anos sem saber com precisão como estaremos daqui a um mês, mas por outro lado estou tranquilo porque confio no apoio dos colegas e na dedicação e competência de todos que estão nesta casa e, é claro, na força inestimável que eu recebo da minha família”.

Já o desembargador Geraldo Nascimento disse que se sente honrado em assumir as novas responsabilidades como vice-presidente e corregedor. Ele também agradeceu a confiança nele depositada e saudou todos os presentes. “Vou me espelhar na tranquilidade do desembargador Daniel para conduzir as minhas atribuições da melhor maneira possível e fazer com que o TRT continue desfrutando do prestígio que tem no cenário nacional”, disse.

A diretora eleita da Escola Judicial (Ejud 18), desembargadora Iara Rios, disse que irá cumprir os projetos já aprovados e criar outras iniciativas para o aperfeiçoamento das atividades que possam beneficiar os jurisdicionados. “Sinto-me honrada em assumir o cargo e vocês podem contar com a minha colaboração”, afirmou. Ela comandará a Ejud 18 com a desembargadora Silene Coelho, que assume o cargo de vice-diretora. “A Escola só tem a ganhar com a dra. Iara e estou pronta para ajudar no que for possível”, disse Silene Coelho.