segunda, 21 de janeiro de 2019 62 9 9904-5026
Lisura

Conselheira comemora aprovação de contas da OAB-GO do exercícios 2012, 2013 e 2014

A conselheira seccional da Ordem dos Advogados do Brasil, Carla Zannini, comemora a aprovação das contas da OAB-GO dos exercícios fiscais de 2012, 2013 e 2014 quando Henrique Tibúrcio esteve na presidência da instituição pelo Conselho Federal (CFOAB). A aprovação aconteceu nesta segunda-feira (10) durante julgamento de embargos de declaração apresentados por Tibúrcio, que havia tido as contas reprovadas pelo CFOAB em abril passado. A contas do ano seguinte, quando a OAB goiana era administrada por Enil Henrique de Souza Filho, também foram aprovadas ontem.

Conselheira Carla Zannini

Carla destaca que, em maio passado, ela e outros conselheiros seccionais solicitaram ao presidente da OAB-GO, Lúcio Flávio de Paiva, informações sobre o julgamento das contas pelo CFOAB. Ela conta que o objetivo era sanar dúvidas sobre se a rejeição “teria fins eleitoreiros”. Entre os questionamentos, estavam se houve intimação da decisão do conselho, se Lúcio Flávio esteve presente no julgamento do CFOAB, se alguma das prestações de contas da atual gestão seguiu os moldes das prestações declaradas ilegais, se a forma legal de cálculo traria prejuízos ou ganhos à advocacia goiana.

Em resposta aos questionamentos, ela afirma que Lúcio Flávio foi enfático ao garantir que haviam, sim, irregularidades nas contas apresentadas. Mas, Carla ressalta que os conselheiros federais entenderam que a forma da prestação de contas não trouxe qualquer prejuízo ao Sistema OAB, o que faz cair por terra as alegações de ‘rombo’, comprovando a lisura na contas.

Comentários



Receba nosso informativo

Cadastre-se em nossa newsletter e fique por dentro das novidades do portal Rota Jurídica