Bolsonaro confirma desembargador federal Kassio Nunes Marques para ministro do STF

Marques é atual desembargador do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, que engloba Goiás, tem sede em Brasília (DF).

Jair Bolsonaro anunciou nesta quinta-feira (1º), durante uma transmissão em rede social, que o desembargador Kassio Nunes Marques, de 48 anos, é mesmo o escolhido para assumir a vaga de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) no lugar de Celso de Mello, que antecipou a aposentadoria. Segundo o presidente da República, a indicação será publicada no “Diário Oficial da União” desta sexta (2). Marques é atual desembargador do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, que engloba Goiás, tem sede em Brasília (DF).

Após a publicação no DOU, Marques ainda terá de passar por sabatina no Senado Federal e ter o nome aprovado em Plenário, pela maioria absoluta dos senadores. O rito é definido pela Constituição Federal.

Católico, Marques, que já é conhecido pelo presidente da República, é tido como um dos desembargadores mais produtivos: seria responsável por uma média de 600 decisões por dia. Ele assumiu vaga no TRF1 em 2011, nomeado pela então presidente Dilma Rousseff (PT), após ser indicado ao cargo em lista sêxtupla elaborada pela OAB (Ordem dos Advogados do Brasil).

Marques desbancou nomes já cotados, como Jorge Oliveira (ministro da Secretaria-Geral), André Mendonça (ministro da Justiça), Augusto Aras (procurador-geral da República) e ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Esses terão esperar a vaga a ser aberta com a aposentadoria de Marco Aurélio Mello, prevista para 2021.