Gestão técnica, ainda pode ser dispensável?

Gestão é um tema novo para os operadores do direito. Mas planejamento estratégico, SWOT, GQT (gestão de qualidade de total), empreendedorismo, macro-fluxo, matriz BGC, já fazem parte da rotina de grandes escritórios, do Ministério Público e do Judiciário.

Mas o que é planejamento estratégico? E no que este processo pode ajudar no funcionamento dos escritórios de advocacia e dos departamentos jurídicos de grandes empresas?

Planejamento estratégico é um processo sistemático, planejado, administrado e executado pelo gestor da entidade para assegurar a continuidade, a permanência e o crescimento da organização.

Simplificando, para estabelecer a estratégia basta desenhar o caminho apropriado para se atingir de forma eficaz, com o menor esforço e menor quantidade de recursos utilizados.
O estudo da estratégia passa pelos conceitos de Missão, Visão, Fatores Críticos de Sucesso e Análise Swot.

Antes de traçar a estratégia deve-se definir a missão, levando em consideração onde se está e aonde se quer chegar.

A visão indica a percepção do passado, do presente e o direcionamento para o futuro.
Já os fatores críticos de sucesso são os pontos que definem o sucesso ou o fracasso de um objetivo. Estes fatores devem definir as direções que a gestão deve seguir.

A analise Swot é um gráfico no qual são representadas as forças (strenghts), fraquezas (weakness), oportunidades (opportunities) e ameaças (threats). A referida análise possibilita a escolha de uma estratégia adequada para que se alcance os objetivos.
Estas e outras metodologias orientam na organização e no detalhamento dos processos de gestão.

A aplicação de modelos sustentáveis com o mapeamento dos processos aplicáveis a cada função desempenhada no escritório ou departamento é essencial para uma prestação de serviço com qualidade.

Em tempos de processo eletrônico não se admite um controle sem técnica, baseado apenas na intuição. E sem controle não há gestão de qualidade.

*LUDMILLA ROCHA CUNHA RIBEIRO, Advogada, Gerente Jurídica da Quick-Logística, pós-graduada em Direito Público, Direito do Trabalho e Processo do Trabalho, L.LM em Direito Empresarial pela FGV (em curso).