Conselho Seccional deve julgar projeto de criação da subseção da OAB de Piranhas

A nova subseção de Piranhas terá como delegacia as cidades de Arenópolis, Baliza, Bom Jardim e Aragarças

O Conselho Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Goiás deve julgar em breve o processo de criação de subseção de Piranhas. A novidade foi anunciada nesta terça-feira (10) durante reunião do vice-presidente da OAB-GO, Thales José Jaime, com o vice-presidente da subseção de Iporá, Hytalo Henrique Martins Claudino, e o conselheiro seccional João Márcio.

O conselheiro seccional, professor Rubens Fernando Mendes de Campos, foi designado pelo relator do projeto. Já o conselheiro Fabrício Cândido Gomes de Souza será o responsável pelo parecer técnico. “Pretendo apresentar nas próximas seções os estudos de viabilidade econômica e de necessidade geográfica”, afirma.

A nova subseção de Piranhas terá como delegacia as cidades de Arenópolis, Baliza, Bom Jardim e Aragarças. Hoje, todas fazem parte da subseção de Iporá.

História

Criada em 14 de dezembro de 1931, a seccional goiana da OAB foi instalada no dia 12 de abril de 1932, em sessão solene realizada no Tribunal de Justiça do Estado de Goiás, que se localizava na cidade de Goiás, então capital do Estado.

A primeira subseção da OAB-GO foi instalada em Itumbiara, no dia 25 de outubro de 1933. Atualmente, a OAB-GO é composta por 53 subseções. Há também 102 delegacias, que são instaladas em cidades menores do que as subseções.