Efetivada promoção de juízes para Goiânia e diversas comarcas interior

O Diário da Justiça Eletrônico publicou em sua edição de sexta-feira (18), decretos judiciários promovendo 20 magistrados para os cargos de Juiz de Direito de Goiânia e comarcas do interior. Os atos atendem decisão do Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), em sessões extraordinária e ordinária administrativa, realizadas nos dias 4 e 9 deste mês de dezembro.

Por promoção, critério antiguidade, alcançaram o benefício os juízes Maria Antônia de Faria, titular do Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Aparecida de Goiânia, para a Vara Especializada em crimes contra Crianças e Adolescentes, Pessoas com Deficiência e Idosos da comarca de Goiânia; Heloísa Silva Mattos, 2ª Vara Judicial (Fazendas Públicas, Criminal, Execução Penal e Juizado Criminal) de Piracanjuba, para a 3ª Vara da Família e Sucessões de Anápolis; Glauco Antônio de Araújo, de Mossâmedes, para o 4º Juizado Especial Cível, também de Anápolis.

E, ainda, Ana Paula Tano, de Joviânia, para o 2º Juizado Especial Cível e Criminal de Rio Verde; e Marcelo Alexander Carvalho Batista, 1ª Vara Judicial (Família e Sucessões, Infância e Juventude, Cível e Juizado Especial Cível) de Campos Belos, para a 3ª Vara Cível de Rio Verde. Também, os juízes substitutos Camilo Schubert Lima, para a 2ª Vara (Cível, Criminal – crime em geral, crimes dolosos contra a vida e Presidência do Tribunal do Júri, das Fazendas Públicas, de Registro Público e Ambiental) de Nerópolis; Luciana Oliveira de Almeida Maia da Silveira, Cocalzinho de Goiás; Renato César Dorta Pinheiro, Abadiânia; e Marcella Caetano da Costa, Goianápolis.

Pelo critério remoção, antiguidade, juízes Renata Farias Costa Gomes de Barros Nacagami, titular da 3ª Vara Cível (Cível, Família e Sucessões) de Valparaíso de Goiás, para a 2ª Vara Judicial (Fazendas Públicas, Criminal, Execução Penal e Juizado Criminal) de Pirenópolis; Érika Barbosa Gomes Cavalcante, 2ª Vara (Cível – crimes em geral, crimes dolosos contra a vida e Presidência do Tribunal do Júri, das Fazendas Públicas, Registros Públicos e Ambiental) de Posse, para a 2ª Vara Judicial (Fazendas Públicas, Criminal, Execução Penal e Juizado Criminal) de Itapuranga; e Eduardo Perez, de Fazenda Nova, para a 1ª Vara Judicial (Família e Sucessões, Infância e Juventude, Cível e Juizado Especial Cível) de Anicuns.

Por último, os juízes Gabriel Lisboa Silva e Dias Ferreira, da 1ª Vara (Cível, Criminal, crime em geral e execuções penais – e da Infância e da Juventude) de Uruaçu, para a Vara de Família, Sucessões e da Infância e da Juventude de Catalão; Alessandro Luiz de Souza, da 2ª Vara Criminal (crimes dolosos contra a vida, Presidência do Tribunal do Júri e crimes em geral) de Itumbiara, para a 3ª Vara (Cível, da Fazenda Pública Municipal, de Registro Público e Ambiental) local; e Felipe Vaz de Queiroz, da 1ª Vara da Fazenda Pública Municipal e de Registros Públicos – Execução Fiscal, de Goiânia, para o 10º Juizado Especial Cível, também da capital.

De igual modo foi procedida a remoção, por merecimento, dos titulares Luciano Borges da Silva, do Juizado Especial Cível e Criminal de Santa Helena de Goiás, para a 1ª Vara (Cível, Criminal – crimes em geral e Execução Penal, e da Infância e da Juventude) de Goianira; Thaís Lopes Lanza Monteiro, da 2ª Vara (Cível, Criminal – crime em geral, crimes dolosos contra a vida e Presidência do Tribunal do Júri, das Fazendas Públicas, de Registro Público e Ambiental) de Niquelândia, para a 1ª Vara Criminal (crimes em geral e execuções penais) de Itumbiara; Mônica Miranda Gomes de Oliveira, 1ª Vara (Cível, Criminal – crime em geral e execuções penais – e da Infância e da Juventude de Niquelândia, para a 1ª Vara (Cível, Criminal – crime em geral e execuções penais – e da Infância e da Juventude) de Ipameri; Lídia de Assis e Souza Branco, da 2ª Vara Cível de Rio Verde, para a 5ª Vara Cível de Aparecida de Goiânia; e, finalmente, Liliana Bitencourt, do 4º Juizado de Violência Doméstica Familiar contra a Mulher de Goiânia, para a 7ª Vara Cível local. (Centro de Comunicação Social do TJGO)