Após acordo, jornalista tem vínculo reconhecido com Diário da Manhã e mantém emprego

A juíza Wanda Lúcia Ramos, vice-coordenadora do Cejusc de Goiânia, homologou nesta sexta-feira (29/5) acordo entre um jornalista e a empresa Unigraf-Unidas Gráficas e Editora Ltda-ME (Diário da Manhã). Na ocasião, a empresa reconheceu o vínculo de emprego, manteve o contrato de trabalho e negociou o pagamento de R$ 20 mil em favor do trabalhador, a serem pagos em 20 parcelas de R$ 1 mil.

O valor abrange salários vencidos no ano de 2019, além de férias vencidas + 1/3, intervalo intrajornada e 13º salário. De acordo com a juíza, o reconhecimento do vínculo de emprego e a manutenção do contrato de trabalho são “alvissareiros neste momento de grave crise econômica e social e de grande desemprego, ainda mais se tratando de empresa em recuperação judicial”.

Ela ressaltou que a Justiça do Trabalho tem, ao contrário, homologado dezenas de acordos de dissolução do vínculo, seja por dificuldades das empresas em manter os contratos ou porque os empregados já tinham pedido de rescisão indireta e estão procurando uma nova oportunidade no mercado.

Processo: 0010192-26.2020.5.18.0014