Servidores do Judiciário Federal em Goiás devem participar de mobilização marcada para o dia 18

Reunião no TRT teve como pauta a paralisação nacional do dia 18/3

Servidores do Poder Judiciário Federal no Estado de Goiás devem participar de paralisação de 24 horas agendada nacionalmente para o dia 18 de março. O movimento pretende mobilizar os servidores federais na defesa das regras administrativas asseguradoras do bom funcionamento do serviço público, ameaçadas, segundo o Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário Federal no Estado de Goiás (Sinjufego), por propostas em discussão no Congresso Nacional que tratam da reforma administrativa.

Nesta quinta-feira (5), o Sinjufego, João Batista Moraes Vieira, foi recebido pelo presidente do Tribunal Regional do Trabalho de Goiás, desembargador Paulo Pimenta, que reconhece a relevância do fortalecimento do serviço público e assegurou, por parte da Administração do TRT-GO, o pleno respeito ao exercício do direito constitucional de greve e de livre manifestação.

Paulo Pimenta comprometeu-se ainda a divulgar a todos os gestores do TRT-GO o indicativo de paralisação deliberado e que o movimento pode comprometer o funcionamento das unidades do Tribunal, mesmo com a manutenção de 30% do quantitativo de servidores trabalhando em cada unidade, já assegurada pela deliberação da categoria a título de atendimento legal às necessidades inadiáveis da população.