MP passa a divulgar a partir de hoje dados sobre vacinação contra Covid-19 em Goiânia

O Ministério Público de Goiás (MP-GO) vai publicar, a partir de hoje (27), a quantidade de doses de vacina recebida pela Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia (SMS), com acompanhamento do atendimento das prioridades nos protocolos de vacinação contra a Covid-19, de forma que a população possa ter conhecimento diariamente da efetiva e correta destinação do imunizante aos grupos determinados. A ferramenta foi desenvolvida pela SMS após reunião realizada pelo MP-GO, por intermédio das 53ª, 82ª e 87ª Promotorias de Justiça de Goiânia, com os gestores municipais da Saúde no início deste mês.

De acordo com o promotor de Justiça Marcus Antônio Ferreira Alves, a ferramenta reveste-se de grande importância, por proporcionar transparência, diante da inexistência de um sistema estável e confiável do Ministério da Saúde. “O sistema trará informações individualizadas dos vacinados, de forma condensada e de fácil entendimento. Vai também garantir que, caso haja investigação sobre possíveis fraudes, exista clareza na confirmação dos dados”, afirmou.

Serão publicados dois boletins diários – um pela manhã e o outro por volta das 22 horas –, com as informações de doses, pessoas vacinadas e identificação dos grupos que receberam o imunizante. Dos boletins constarão informações específicas sobre o número de doses e de pessoas vacinadas, bem como a respeito de toda a estrutura do Município destinada ao armazenamento e segurança na conservação da vacina. Sempre que houver a perspectiva de recebimento de novas vacinas por parte do Município, oriundas do Ministério da Saúde ou por compras diretas, conforme a Medida Provisória nº 1026/2021, a população será imediatamente informada pelo portal.

O formato dos boletins foi apresentado ao MP-GO em reunião na tarde dessa terça-feira (26). Participaram do encontro o promotor de Justiça Marcus Antônio Ferreira Alves (53ª PJ); o diretor de Administração e Logística da SMS, Danillo Noleto Nunes; a diretora de Vigilância Epidemiológica, Grécia Carolina Pessoni, e o analista de informática da SMS, Sebastião Junio Menezes Campos. Fonte: MP-GO