Edir Macedo e a mulher Ester Eunice Rangel Bezerra

O juiz federal Vigdor Teitel, da 11ª Vara Federal do Rio de Janeiro, concedeu liminar, nesta terça-feira (16), suspendendo o passaporte diplomático do líder da Igreja Universal do Reino de Deus, Edir Macedo, proprietário da Rede Record, e sua mulher, Ester Eunice Rangel Bezerra.

A decisão consta de ação popular que questionava os efeitos de uma portaria que garantiu o documento especial ao religioso. Teitel ponderou que a atividade desenvolvida por Edir Macedo no exterior não significa “interesse do País”, justificando a “proteção adicional consubstancia no passaporte diplomático”.

Para o magistrado, as viagens missionários, mesmo que constantes, feitas por Edir Macedo, não ficam prejudicadas pela falta do passaporte diplomático, que foi concedido por meio de portaria assinada pelo chanceler Ernesto Araújo.