Quiosque foi montado e tinha a presença de advogado para atendimento de casos relativos a Dpvat e INSS

A Comissão Especial de Combate ao Exercício Ilegal da Profissão e Captação de Clientela autuou em flagrante, na manhã desta sexta-feira (17/01), um advogado que montou um quiosque de assessoria jurídica em Dpvat e benefícios do INSS em frente ao Hospital de Urgências da Região Noroeste de Goiânia (Hugol).

Segundo a vice-presidente da comissão, Marly Marçal, a ação teve o objetivo de fiscalizar e autuar a flagrante prática ilícita de captação de clientes. Ela conta que a seccional goiana recebeu 20 denúncias em apenas cinco dias referentes a atuação ilegal deste profissional.

A blitz da manhã de hoje também foi acompanhada pelo fiscal da CECEIPCC, Emanuel Senna. Na abordagem, um homem não identificado, primeiramente, falou que não tinha um advogado responsável pela tenda. “Mas quando falamos que poderíamos chamar a polícia, ele confessou que havia sim um advogado que apareceu logo após no local”, conta Marly.

O advogado agora irá responder um processo ético e disciplinar. Inicialmente, a comissão fará um parecer das 20 denúncias e entregará para o Tribunal de Ética e Disciplina (TED) para julgamento. Na última instância, o advogado poderá até ter uma suspensão preventiva de sua inscrição na OAB.

“Reforçamos nosso compromisso de resguardar e resgatar a atuação regular e ética da nossa profissão”, completa Marly. A vice-presidente da comissão reforça que denúncias de advogados com captação ilegal de clientela podem ser realizadas por meio do WhatsApp. O número é (62) 99905-8935. Fonte: OAB-GO