Advogada dá dicas para interessados em imigração para o Canadá; país espera receber mais 1,2 milhão de residentes

Publicidade

Marília Costa e Silva

Patrícia Martins Pereira

O Canadá está planejando receber mais de 1,2 milhão de novos residentes permanentes nos próximos três anos. Isso num esforço para usar a imigração para ajudar na recuperação econômica geradas pelo Covid-19 . E equilibrar os impactos fiscais potencialmente negativos moldados pelo envelhecimento da população canadense e baixa taxa de natalidade.

A advogada Patrícia Martins Pereira, consultora Jurídica internacional no Canadá e especialista em Imigração, avisa que o País da América do Norte oferece mais de 80 caminhos diferentes para imigração. Somente em 2021, são esperados 401 mil imigrantes.

Crescimento econômico

Segundo ela, o programa de imigração (Immigration Levels Plans) 2021-2023 é focado no crescimento econômico. C cerca de 60% das admissões dos novos residentes permanentes vindo pela imigração econômica, que inclui estudantes, trabalhadores e aplicações focadas em negócios.

O programa de imigração inclui os sistemas  Express Entry e Provincial Nominee Programs. Patrícia explica que o primeiro é uma das formas mais populares de imigração para o Canadá. “Ele é um processo de imigração federal que visa levar imigrantes qualificados para o País, com base em suas habilidades e capacidade de contribuir para a economia do Canadá”, diz a advogada, que também tem registro profissional na Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Goiás (OAB-GO).

Já os Provincial Nominee Programs ou programas de nomeação provincial são, de acordo com Patrícia, dirigidos àqueles que possuem as habilidades, educação e experiência profissional para atender às necessidades requeridas. “Isso além de contribuir para a economia de uma província ou território específico do País”, esclarece.

Os interessado em iniciar processo de imigração para o Canadá podem entrar em contato com a advogada pelo e-mail [email protected] ou buscar informações no site www.brxgroup.ca