TJ do Maranhão abre novo concurso público com 63 vagas para técnicos e analistas

Foi aberto nesta segunda-feira (5) e prossegue até 28 de agosto o prazo para inscrições para o concurso do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) pelo site www.concursosfcc.com.br. A seleção, que está sob a responsabilidade da Fundação Carlos Chagas (FCC), ofece 63 vagas e formação de cadastro reserva para candidatos com níveis médio e superior.

Analista judiciário: analista de sistemas – desenvolvimento (4), analista de sistemas – suporte e rede (2), engenheiro mecânico (1), direito (15), assistente social (1), psicólogo (1) e psiquiatra (1). O salário inicial é de R$ 8.230,35 e a taxa de inscrição custa R$ 100.

Oficial de justiça: direito (15). O salário inicial é de R$ 6.883,85 e a taxa de inscrição custa R$ 100.

Técnico judiciário: apoio técnico administrativo (20), técnico em informática – hardware (1), técnico em contabilidade (1), técnico em edificações (1) e técnico em informática – software (CR). O salário inicial é de R$ 3.927,72 e a taxa de inscrição custa R$ 70.

Todos os aprovados ainda recebem R$ 885 de vale-alimentação. O edital reserva 5% das chances a candidatos com deficiência e 20% para negros.

Etapas
O concurso é composto por provas objetivas, discursivas e de títulos para todos os postos em aberto. As duas primeiras fases serão aplicadas em 29 de setembro, pela manhã para candidatos a cargos de nível médio, e à tarde para os de nível superior. As cidades de aplicação são: São Luís, Cacias e Imperatriz.

As provas objetivas de conhecimentos gerais e de conhecimentos específicos terão caráter habilitatório e classificatório e serão avaliadas, cada uma, na escala de 0 a 10. Será considerado habilitado o candidato que obtiver, simultaneamente, no mínimo, 50% de acerto na prova de conhecimentos gerais e, no mínimo, 50% de acerto na prova de conhecimentos específicos.

A nota das provas objetivas no concurso corresponderá à média aritmética ponderada das notas obtidas em cada prova, na escala de 0 a 10, atribuindo-se:

peso 1 à nota da prova objetiva de conhecimentos gerais;
peso 2 à nota da prova objetiva de conhecimentos específicos.

Os candidatos que obtiverem média aritmética ponderada igual ou superior a 6 serão habilitados e classificados por cargo, em ordem decrescente das médias. Os candidatos não habilitados nas provas objetivas serão excluídos do concurso. Com informações do CorreioWeb