Reabertura das agências do INSS é adiada para 24 de agosto; advogado orienta sobre solicitação on-line

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) decidiu adiar, mais uma vez, o retorno gradual do atendimento presencial em suas agências em todo o Brasil, por conta da pandemia. A reabertura, que estava prevista para esta segunda-feira (3), será no dia 24 de agosto. Para o advogado previdenciarista Fernando Pessoa, o adiamento evidencia a necessidade de o trabalhador se familiarizar com o sistema on-line para resolver suas demandas junto ao INSS.

“Os canais de atendimento on-line já existiam antes da pandemia para quem quisesse. Contudo, depois dela, passaram a ser a única opção, já que os atendimentos presenciais foram suspensos. Desta forma, caso o solicitante tenha dúvidas de como utilizar esses canais digitais, é importante que ele esteja acompanhado de um advogado de confiança para realizar o serviço”, orienta Pessoa.

Os serviços continuarão exclusivamente de forma digital, até o dia 21 de agosto, pela Central Telefônica 135, pelo aplicativo e pelo portal Meu INSS. Essa opção de atendimento terá continuidade depois da reabertura das agências, informou o Instituto.

No Brasil, existem 1.525 agências da Previdência Social. Segundo o INSS, o objetivo é evitar aglomeração. Por isso, antes da reabertura, cada unidade irá avaliar o perfil do quadro de servidores e contratados, o volume de atendimentos realizados, a organização do espaço físico, as medidas de limpeza e os equipamentos de proteção individual e coletiva.