Novo desembargador Fernando de Castro Mesquita diz que seu objetivo sempre será uma justiça célere

Desembargador Fernando de Castro Mesquita durante a posse ontem

Garantir uma prestação jurisdicional mais célere. Esse será o principal objetivo do novo desembargador do Tribunal de Justiça de Goiás Fernando de Castro Mesquita, que nessa sexta-feira (24) tomou posse no cargo em cerimônia na qual também foi empossado Wilson Safatle Faiad. Ele será titular na 1ª Câmara Criminal, na vaga do desembargador Nicomedes Domingos Borges, que neste biênio (2021/2023) atua como corregedor-geral de Justiça do Estado de Goiás.

Ao Rota Jurídica, ele afirmou pouco antes da posse, transmitida ao vivo pelo Youtube, que seu trajeto para iniciar a carreira na magistratura teve início a partir da sua entrada no Judiciário em 1981, como auxiliar de escravinia. “Passei também por outros cargos e funções até chegar na Corregedoria-Geral da Justiça e na assessoria de desembargador”, contou. Ele ingressou na magistratura pelo mesmo concurso, em 1989.

E alcançar o cargo de desembargador, segundo Fernando de Castro, é um anseio de todo magistrado. “Se você não tiver essa vontade não está fazendo realmente a judicatura que teria de fazer. E se acaba sendo escolhido é por conseguiu fazer um trabalho bem feito”, pontuou.

Na cerimônia

Ao discursar na posse, ele estava muito emocionado. “Espero trazer aqui mais o coração do que as palavras”.  O novo desembargador, que se declara ser mais um juiz que prefere a atuação nos bastidores, dentro do processo, dedicou o seu discurso a agradecer as pessoas que passaram pelo seu caminho.

“Quero agradecer de coração a todos. Não tem como a gente chegar onde nós chegamos se nós não tivermos pessoas que nos dessem a mão durante o caminho”, reconheceu. De modo especial, Fernando de Castro Mesquita agradeceu a duas pessoas que, segundo ele, são os responsáveis por ele estar onde está: o desembargador Benedito Camargo Neto e o procurador da República Francisco Moreira Camarço, ambos falecidos. “São pessoas que me orientaram a vida inteira pela retidão, honestidade e pela forma que trouxeram até aqui, sempre me dando as mãos.”

Fernando de Castro Mesquita, que antes de ingressar na magistratura foi servidor do TJGO, lembrou ainda do apoio que sempre recebeu na carreira, citando como exemplo os desembargadores Jairo Domingos Ramos Jubé e Fenelon Teodoro Reis. Ele também agradeceu, de forma especial, aos funcionários que estiveram com ele ao longo de todo o seu caminho”, citando os militares, pessoal de copa e servidores.

Trajetória

Fernando de Castro Mesquita nasceu em Goiânia e graduou-se em Direito pela então Universidade Católica de Goiás, no ano de 1982. Foi servidor do TJGO de 1981 a 1989, quando, em agosto, tomou posse como juiz substituto, sendo titularizado em junho de 1991.

Trabalhou como titular nas comarcas de Carmo do Rio Verde, Padre Bernardo, Goiás e Goiânia, além de responder/substituir pelas comarcas de Itauçu, Uruaçu, Taquaral de Goiás e Silvânia. De 2005 a 2007, foi juiz titular da 135ª Zona Eleitoral de Goiânia e, entre 2014 e 2016, juiz eleitoral substituto no Tribunal Regional Eleitoral.

Foi empossado como juiz membro titular para o biênio 2016/2018. Compôs a banca examinadora da prova oral para o concurso da magistratura do Estado de Goiás em 2013. Atualmente, faz parte como ouvinte do Programa de Pós-Graduação em Direito, mestrado/doutorado, da Universidade Federal da Bahia.