Médium João de Deus é levado a Abadiânia onde é interrogado pela Justiça

Pela primeira vez depois de ser preso em dezembro do ano passado, o médium João de Deus voltou nesta terça-feira a Abadiânia. Ele foi levado à cidade para prestar depoimento em um dos processos que responde por abuso sexual. O investigado sempre negou os crimes.

O interrogatório do réu começou por volta de 12 horas. Por volta de 14 horas a defesa começou a fazer as perguntas e a audiência acabou cerca de meia hora depois. Além dele, foram ouvidas duas testemunhas, sendo uma de acusação e outra de defesa.

O promotor Augusto César Souza informou que este é o primeiro depoimento de João de Deus à Justiça. João de Deus já foi denunciado dez vezes. Ele é réu em nove casos, que foram aceitos pela Justiça.

Um grupo com cerca de 30 pessoas está sentada em frente ao Fórum. Eles usam branco e seguram flores e cartazes em apoio a João de Deus e com declarações à Casa Dom Inácio de Loyola, onde ele fazia os atendimentos espirituais.