Lançada nova ferramenta para upload de arquivos de áudio e vídeo dentro do Projudi

A partir da próxima quarta-feira (9), o sistema Projudi terá uma nova funcionalidade que permitirá o envio de arquivos de mídia audiovisuais (vídeos e áudios).  A ferramenta Mídias, desenvolvida pela Diretoria de Informática (DI) do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), estará em teste, inicialmente, na 5ª Vara Cível da comarca de Goiânia, como projeto-piloto e, a partir do próximo ano, será liberada para as demais unidades judiciárias.

Os magistrados, assistentes de gabinete, analistas e técnicos judiciário poderão submeter até três arquivos de 100 MB cada, sendo aceitáveis os formatos wmv, mp4 e webm para vídeos e m4a, wma e mp3 para aúdios. O analista de sistemas da DI, Márcio Mendonça Gomes, ressalta que “os arquivos de mídia audiovisuais serão mantidos em um repositório seguro dentro da infraestrutura do TJGO e, após serem submetidos para o Projudi, os usuários poderão acessá-los pelas movimentações do processo”.

Para utilizar a funcionalidade, basta o magistrado ou servidor, que tenha a permissão, acessar a capa do processo, escolher o menu Outras > Enviar Mídias – Upload, informar a data e a hora da gravação da mídia e enviar. Após a confirmação, os arquivos são enviados para o Projudi e uma movimentação no processo é gerada. E, assim, os advogados com acesso ao processo conseguirão fazer o download da mídia digital.

Vantagens
Até então, o TJGO utilizava o software DRS para realizar o upload dos vídeos de audiências. Porém, o mesmo só permitia o upload nos computadores onde estava instalado e todas as licenças compradas pelo Tribunal se esgotaram. “Nesse período de teletrabalho, os magistrados faziam as audiências por videoconferência pelo Zoom, por exemplo, e não conseguiam fazer o upload direto pro Projudi, pois não tinha o DRS instalado no seu computador de casa. Por isso, diante dessa necessidade, a DI do Tribunal conseguiu desenvolver essa nova funcionalidade, que é mais uma contribuição da gestão para contribuir e facilitar a prestação jurisdicional”, destaca o juiz auxiliar da Presidência, Cláudio Henrique Araújo de Castro.

“A vantagem dessa nova funcionalidade é que os magistrados e servidores poderão realizar o upload de vídeos de audiências diretamente no Projudi, de qualquer computador com internet”, acrescenta o diretor de Informática, Anderson Yagi Costa.

Outro benefício será a economia. O diretor-geral do TJGO, Rodrigo Leandro da Silva pontua que, com o TJGO Mídias, “nós podemos acabar com o contrato de manutenção do DRS Audiências, gerando uma economia anual de R$ 766.742,76”. Fonte: TJGO