Juíza Patrícia Carrijo é eleita e será a primeira mulher a comandar a Asmego

A juíza Patrícia Carrijo foi eleita no domingo (8) para presidir, no biênio 2020/2021, a Associação dos Magistrados do Estado de Goiás (Asmego) com 283 votos. Esta é a primeira vez que uma magistrada é escolhida para o cargo. Patrícia disputou o posto com a colega Fláviah Lançoni, que obteve 215 votos.

A presidente eleita, que vai suceder o juiz Wilton Müller Salomão, garante que magistratura de Goiás em 2020 e 2021 será combativa e terá muita coragem em suas ações. “Devemos ser valorizados e vamos lutar por isso. Agradeço a esses quase 300 colegas que votaram em mim”, afirma.

Patrícia, que integrou a chapa 2 – Asmego Combativa, vai comandar a Asmego ao lado do colego Átila Naves Amaral, eleito 1º vice-presidente, e Homero Sabino de Freitas, 2º vice-presidente. A posse da nova diretoria está marcado para o dia 31 de janeiro de 2020.