Juiz manda CMTC retornar ônibus nos horários de pico em Goiânia e região metropolitana

A Companhia Metropolitana de Transporte Coletivo (CMTC) terá de colocar em circulação toda a frota de ônibus na Região Metropolitana de Goiânia nos horários de pico para evitar aglomerações de passageiros nos terminais e dentro dos coletivos. A decisão é do juiz Gustavo Dalul Faria, que ainda estipulou multa diária de R$ 100 mil em caso de descumprimento.

A determinação do magistrado surge pouco tempo depois de os passageiros reclamarem que a CMTC retirou 220 ônibus de circulação. O juiz condiciona a redução da frota apenas se a empresa comprovar a existência de linhas com números de passageiros inferiores à 50% da capacidade máxima. Para este caso, a multa em caso de descumprimento é de R$ 50 mil por dia. Os horários de pico listados na decisão são das 6h às 9 horas e das 17 às 20 horas.

A CMTC recebeu prazo de 5 dias para apresentar esclarecimentos detalhados dos serviços de limpeza e higienização realizados em ônibus e terminais, “objetivando evitar a disseminação do Coronavírus”.