Estado e prefeituras de Goiânia e Aparecida de Goiânia decretam luto oficial pela morte de Maguito Vilela

O prefeito em exercício de Goiânia, Rogério Cruz (Republicanos), decretou luto oficial de sete dias em Goiânia em função da morte do prefeito licenciado Maguito Vilela (MDB), ocorrida nesta quarta-feira (13/01), após mais de 80 dias internado em tratamento da Covid-19. O governador Ronaldo Caiado (DEM decretou luto oficial de três dias, além de determinar que sejam prestadas ao político todas as honras de Estado. A prefeitura de Aparecida de Goiânia, na região Metropolitana de Goiânia, também decretou, luto oficial em razão da morte de Maguito, que foi prefeito da cidade entre os anos de 2009 e 2016.

O documento assinado pelo prefeito em exercício de Goiânia, Rogério Cruz, diz: “Considerando o papel relevante do prefeito Maguito Vilela como homem público nas funções de vereador de Jataí, deputado estadual e federal, governado, senador e prefeito de Aparecida de Goiânia; Considerando que exerceu com honradez e distinção funções de imensa relevância política para o Estado de Goiás.”

Em nota, o governador do Estado disse que Goiás perde um de seus mais notáveis líderes e que Maguito Viela realçou a prática da boa política. Ganhou e perdeu sempre com dignidade e em respeito às regras democráticas. Superou os momentos de maior adversidade mantendo o equilíbrio ao ocupar os cargos com destaque e ao priorizar ações em benefício do povo que governou.

“O sentimento do povo goiano neste momento de perda é o reconhecimento da trajetória de um homem que enfrentou com dignidade, altivez e espírito público todos os desafios, sempre a defender suas convicções e ideias com coerência, ponderação e sensatez”, disse Ronaldo Caiado. Completou ainda que “Goiás perde um homem que só fez construir e representar com dignidade o seu povo. Manifestamos nosso sentimento de luto e de reverência frente a essa ausência que muito entristece a todos.”

Também em nota, o prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha disse que os mandatos de Maguito à frente da Prefeitura de Aparecida representam um marco na história da cidade. “Existe uma Aparecida antes e depois de Maguito. Este é um momento de muita dor para todos nós que conhecíamos e amávamos Maguito, um homem forte, sábio, trabalhador, íntegro, muito família e que amava viver. Ele lutou muito, foi um verdadeiro guerreiro, mas a Covid-19 é traiçoeira, e não só ela, também suas complicações e sequelas”, disse.

Internação
Maguito Vilela estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, desde o dia 27 de outubro de 2020 para tratamento da Covid-19. Ele lutava contra uma infecção pulmonar, em decorrência doença, da qual já havia se recuperado. Maguito passou por vários cargos públicos em Goiás, sendo vereador, prefeito, governador e senador. Ele ainda foi professor e advogado.