Defensoria Pública, MPT e MP participam da Parada LGBT+ em Goiânia

A Defensoria Pública do Estado de Goiás (DPE-GO), por meio do seu Núcleo Especializado de Direitos Humanos NUDH, participa pela primeira vez da Parada LGBTI+ e vai montar uma tenda na área de concentração e compor o bloco Defensoras e Defensores de Direitos Humanos, no próximo domingo (08/09), em Goiânia.

A tenda da Defensoria estará ao lado da tenda da Secretaria Municipal de Direitos Humanos, que juntas comporão a tenda de Direitos Humanos, com defensoras e defensores públicos e representantes de outras instituições da rede de proteção de direitos humanos como o Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) e o Ministério Público do Trabalho em Goiás (MPT/GO). A concentração será às 14 horas, na Praça Cívica, no Centro.

A coordenadora do NUDH, Fernanda Rodrigues da Silva Fernandes, explica que a iniciativa de participar da parada LGBTI+ por meio de uma tenda da rede de Direitos Humanos e por meio do bloco de Defensoras e Defensores de Direitos Humanos visa aprimorar a prestação do serviço institucional oferecido à comunidade por diversos órgãos. “A Defensoria Pública, em especial o Núcleo de Direitos Humanos, tem o dever constitucional de proteção e promoção dos direitos humanos para que se alcance a igualdade e a liberdade em dignidade e direitos”, completa.

De acordo com Fernanda Fernandes, a rede de Direitos Humanos, formada, entre outros órgãos, por integrantes do Ministério Público do Trabalho e Ministério Público de Goiás, aderiu de braços abertos essa iniciativa. “Juntos, pela primeira vez, vamos cumprir o nosso dever de promoção de direitos e celebrar a diversidade ao lado da sociedade civil, o que, para mim, é o resultado mais bonito deste trabalho, que é inovador”, enfatiza a defensora pública.

A iniciativa é resultado de uma reunião com a sociedade civil organizada e órgãos governamentais no final de agosto deste ano. Organizam a evento Associação da Parada do Orgulho LGBT Goiânia (APOLGBT), a Associação da Parada do Orgulho LGBT de Goiás, o Fórum de Transexuais de Goiás, o Instituto Goiano de Cidadania e Direitos Humanos, a e a Articulação de ONGs LGBTI+ de Goiânia (ARTONG) e o Grupo Eles por Eles (GEE) Goiânia-GO.