Comarca de Aparecida de Goiânia deve ser próxima a implantar o Projeto Lei Maria da Penha na Escola

Aparecida de Goiânia deve ser a próxima comarca a implantar o projeto Educação e Justiça: Lei Maria da Penha na Escola, que consiste em abordar a normativa com alunos do ensino fundamental da rede pública, de modo a conscientizar sobre a violência doméstica. Para discutir a aplicação no município, o coordenador executivo da iniciativa, Vitor Umbelino Soares Júnior, juiz de Rio Verde, se reuniu nesta quinta-feira (4) com a titular local do Juizado de Violência contra a Mulher, Marcella Caetano da Costa.

Participaram da reunião, também, a secretária municipal de Educação, Cultura e Turismo, Valéria Pettersen; a delegada titular da 2ª Regional da Polícia Civil, Cybelle Tristão; a presidente do Conselho da Comunidade na Execução Penal, Berenice Genito;  o vice-presidente do conselho, José Geraldo Veloso Magalhães; e a representante da Coordenadoria Estadual da Mulher do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás, Daniele Rodrigues Nascimento.

Na ocasião, os aspectos conceituais do projeto foram apresentados e foi deliberado sobre o plano de trabalho para iniciação na comarca. A ideia de expandir as ações para o interior consta do escopo do programa, conforme deliberado pela desembargadora Sandra Regina Teodoro Reis, presidente da Coordenadoria da Mulher do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO). A juíza Marcella Caetano foi receptiva ao projeto e afirmou que “será de extrema importância Aparecida de Goiânia receber as ações, considerando o grande número de casos de Violência Doméstica, que repercutem no Poder Judiciário”.