Celso Cândido de Souza Advogados instala usina fotovoltaica e se torna pioneiro em sustentabilidade energética em Goiás

Usina fotovoltaica reduziu a zero o consumo de energia elétrica vindo da rede concessionária Enel

O Celso Cândido de Souza Advogados inovou e mudou seu sistema de fornecimento de energia elétrica. Recentemente, um importante investimento foi feito na instalação de uma usina fotovoltaica, que reduziu a zero o consumo de energia elétrica vindo da rede concessionária Enel. A medida faz parte do rol de ações que vêm sendo empreendidas pela banca para contribuir com a preservação do meio ambiente.

Hoje, o Celso Cândido de Souza Advogados, com sede em Anápolis (GO), é o primeiro na advocacia do Estado de Goiás a produzir a própria energia. “Nosso sistema fotovoltaico será suficiente para suprir a demanda atual de energia do escritório, inclusive a futura. No primeiro mês de utilização do novo sistema, com a quantidade de energia gerada, o local deixou de emitir 1 tonelada de carbono na atmosfera. Sabemos que é apenas uma fração pequena do total de carbono emitido pela população mundial, mas, se cada um fizer sua parte, podemos contribuir para salvar o planeta”, explica o sócio Fabrício Cândido Gomes de Souza, que mostra satisfeito o resultado alcançado no aplicativo que comanda o sistema (foto ao lado).

Um aplicativo de celular mostra o consumo pelo novo sistema, explica Fabrício Cândido Gomes de Souza

Esta não é a única ação sustentável empreendida pela banca. Todos os advogados da instituição estão envolvidos no trabalho de proteção ao meio ambiente e incentivo a ações sustentáveis. Os processos do escritório vêm sendo digitalizados, diminuindo o consumo de papel. Pilhas e baterias usadas, além de materiais eletrônicos obsoletos são coletados em recipiente próprio e posteriormente encaminhados para descarte em local adequado ou enviados para reciclagem.

Copos descartáveis foram substituídos por garrafinhas reutilizáveis. Apenas com essas medidas, mais de 17 mil copos e 240 pilhas e baterias deixaram de ser descartados no ambiente só em 2019. Pelo menos 60 mil folhas de papel A4 foram economizadas no mesmo período. O lixo é separado, o material orgânico é utilizado para adubar o jardim e o que pode ser reciclado é separado e encaminhado a cooperativas.

“Cuidar da segurança de nossas operações, aperfeiçoar processos e desenvolver ações para manter o equilíbrio entre nossas atividades e o meio ambiente são grandes preocupações do Escritório. Buscamos crescer sempre, todavia, de forma sustentável. Cada cidadão pode fazer sua parte, contribuindo para que as futuras gerações não sofram as consequências da destruição do meio ambiente”, explica Fabrício Cândido.

Parcerias

O escritório agora está em busca de parcerias com entidades certificadoras. A intenção é otimizar as ações empreendidas. “Acreditamos que ainda temos muito por fazer, por isso estamos à procura de uma ONG ou consultoria que nos oriente em novas ações e nos ajude a aperfeiçoar o que já estamos fazendo”, conclui o advogado.