Aylton Vechi é reconduzido ao cargo de procurador-geral de Justiça de Goiás

O procurador-geral de Justiça de Goiás, Aylton Flávio Vechi, foi reconduzido ao cargo pelo governador Ronaldo Caiado. A assinatura do decreto de nomeação foi realizada na tarde desta sexta-feira (5/2), no Palácio das Esmeraldas. Vechi foi o único candidato na eleição interna do Ministério Público de Goiás (MP-GO) e obteve 90% dos votos válidos dos membros da instituição.

À comitiva que acompanhou Vechi na entrega do ofício com o resultado da eleição, Caiado lembrou a participação do Ministério Público em tratativas institucionais em benefício da sociedade goiana: “Vechi trabalhou o tempo todo. Tivemos processo grave fiscal, de pandemia, e as ações que precisam ser realizadas dependem não só de governo, mas de outros poderes e instituições também. Esse trabalho reflete uma nova cultura, de pessoas com espírito público e caráter. O MP pode saber que eu estou sempre à disposição para ombrear e servir à sociedade. Tem sido uma parceria extremamente produtiva”.

Para Vechi, a permanência na chefia do MP permitirá dar continuidade ao projeto de modernização e estruturação iniciado em março de 2019. “Agradeço a confiança dos meus colegas. Com mais dois anos de gestão, conseguiremos avançar ainda mais nas medidas que estão modernizando o MP e manter o foco em iniciativas que privilegiem sempre a atenção aos integrantes da instituição e a toda a sociedade.”

Vechi agradeceu também ao governador “pela relação harmoniosa e atenção às demandas da instituição, sempre com foco no atendimento à sociedade, além do respeito inequívoco à independência do Ministério Público”. Ele defendeu a sinergia institucional: “Acreditamos sempre na união de forças”.

Integraram a comitiva que foi até o Palácio das Esmeraldas para apresentar o resultado da eleição o procurador-geral de Justiça; a subprocuradora-geral de Justiça para Assuntos Institucionais, Laura Maria Ferreira Bueno; o subprocurador-geral para Assuntos Jurídicos, Marcelo André de Azevedo; o subprocurador-geral para Assuntos Administrativos, Cyro Terra Peres; o chefe de gabinete da Procuradoria-Geral de Justiça, Rodrigo Félix Bueno; a procuradora de Justiça Ana Cristina Peternella França, e os assessores administrativos da Procuradoria-Geral de Justiça Heráclito D’Abadia Camargo e Rafael Machado de Oliveira. Também estavam presentes a procuradora-geral do Estado, Juliana Diniz Prudente, e a advogada Anna Vitória Caiado. (Assessoria de Comunicação Social do MP-GO)