Advogado que ateou fogo em fórum e outro que entrou na CPP com substâncias proibidas são suspensos pela OAB-GO

Em duas decisões cautelares distintas, o Tribunal de Ética e Disciplina (TED) da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Goiás (OAB-GO) suspendeu, por 90 dias, o exercício da advocacia de dois advogados inscritos junto a Seccional Goiana.

No primeiro caso, o advogado foi denunciado por ter ateado fogo em um fórum do interior do Estado. No segundo, o profissional foi pego tentando entrar na Casa de Prisão Provisória, no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia com substâncias proibidas.

No acórdão, os representantes do TED relatam que os integrantes da Turma Especial para Julgamento de Suspensão Preventiva, por unanimidade de votos, deliberaram pela suspensão dos dois causídicos.

No despacho, eles confirmam que a concessão da suspensão preventiva há de ser decretada e, ainda, será instaurado o processo de representação ético-disciplinar no tempo e modo devidos. Para o TED, as transgressões inculpadas aos advogados são graves, notórias, públicas e censuráveis, cujas repercussões negativas ultrapassaram as pessoas envolvidas.