domingo, 20 de janeiro de 2019 62 9 9904-5026
Acusações

78 vítimas fazem contato com força-tarefa para denúncias contra médium de Abadiânia

A força-tarefa instituída pelo Ministério Público de Goiás para apurar as acusações de abuso sexual feitas contra o médium João Teixeira de Faria, o João de Deus, recebeu nesta segunda-feira (10/12) um total de 40 contatos de mulheres que se identificaram como vítimas. A maioria delas (35) procurou o MP-GO pelo e-mail criado exclusivamente para essa finalidade: denuncias@mpgo.mp.br. Os depoimentos de todas essas vítimas serão agendados para serem colhidos nos próximos dias. Já nesta terça-feira (11), outras 38 mulheres registraram denúncias. No total agora são 78 casos.

O procurador-geral de Justiça de Goiás, Benedito Torres Neto, assinou portaria designando cinco promotores e duas psicólogas da equipe do MP para integrarem a força-tarefa. O grupo é composto pelo promotor de Justiça Steve Gonçalves Vasconcelos, que está em substituição da Promotoria de Abadiânia, onde os fatos teriam acontecido e onde tramitarão eventuais ações penais; o coordenador e o coordenador adjunto do Centro de Apoio Operacional (CAO) Criminal do MP, Luciano Miranda Meireles e Paulo Eduardo Penna Prado; a coordenadora do CAO dos Direitos Humanos, Patrícia Otoni, e a promotora Gabriella de Queiroz Clementino, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). As psicólogas são as servidoras Liliane Domingos Martins e Lícia Nery Fonseca.

Depoimento

O advogado do médium João de Deus, Alberto Toron, procurou a Polícia Civil nesta segunda-feira (10) espontaneamente e informou que seu cliente deve se apresentar nos próximos dias para ser ouvido. A data, no entanto, não foi confirmada. Outras quatro mulheres que também afirmam ter sido vítimas do líder religioso devem prestar depoimentos nesta semana.

João de Deus deverá ser ouvido na sede da Delegacia de Investigações Criminais (Deic), que fica na Cidade Jardim, e é a unidade que concentra as investigações de abuso sexual contra o líder espiritual que mantém uma casa espírita em Abadiânia. O programa Conversa com Bial, da TV Globo, exibiu no início da madrugada do último sábado (8), depoimentos de mulheres que acusam João de Deus de abuso sexual.

*Matéria atualizada às 14h49

Comentários



Receba nosso informativo

Cadastre-se em nossa newsletter e fique por dentro das novidades do portal Rota Jurídica