TJGO lança primeiro edital da gestão para promoção/remoção de juízes em plataforma inovadora

O presidente do TJGO destaca que o novo sistema trará uma evolução nos processos de movimentação na carreira da magistratura estadual e no preenchimento das comarcas

A partir de agora, o Judiciário goiano vai utilizar uma nova plataforma para os pedidos de promoção e remoção de magistrados. Ela foi desenvolvida pela Diretoria de Gestão da Informação do Tribunal de Justiça de Goiás, em parceria com a Secretaria do Órgão Especial. A novidade foi apresentada à diretoria da Associação dos Magistrados do Estado de Goiás (Asmego).

O primeiro edital unificado para concurso de remoção e/ou promoção na gestão do desembargador do presidente Carlos França já ocorrerá pela plataforma e será publicado nesta quinta-feira (11). Na sexta-feira (12), o TJGO promoverá uma live pelo YouTube para que os juízes possam conhecer o sistema e esclarecer as dúvidas.

O presidente do TJGO destaca que o novo sistema trará uma evolução nos processos de movimentação na carreira da magistratura estadual e no preenchimento das comarcas. Carlos França explica que, até então, havia uma demora na realização dos concursos de promoção/remoção, pois, geralmente, os editais eram publicados quando havia muitas unidades judiciárias vagas.

“Com o novo sistema, quando uma unidade ficar vaga, imediatamente abriremos o edital, inclusive com todas as datas anunciadas na publicação, da inscrição ao julgamento pelo Órgão Especial”, destaca o chefe do Poder Judiciário goiano. Nos editais realizados até hoje, as datas eram anunciadas separadamente, a cada etapa.

Acesso pela intranet

O acesso ao sistema será pela Intranet, no menu Acesso Rápido – banner Sistema Promoção/Remoção. Os juízes fazem o login com a mesma matrícula e senha do contracheque. A plataforma é responsiva e poderá ser acessada pelo smartphone. Se as informações de cadastro estiverem desatualizadas, o magistrado deverá solicitar a atualização na Diretoria de Recursos Humanos.

No entanto, o diretor de Gestão da Informação, Antônio Pires, esclarece que o fato não inviabiliza a inscrição no processo. Ele cita que ,no caso do endereço, por exemplo, o interessado pode anexar um comprovante de endereço atual. Ele também explica que antes o juiz abria um Processo Administrativo Digital (Proad) para cada unidade que desejava se inscrever. Pelo sistema, basta um clique na unidade vaga pretendida.

O candidato ainda conseguirá visualizar todos os demais colegas inscritos na unidade judiciária e a impugnação poderá ser feita por qualquer magistrado, independente se ele está concorrendo àquela unidade específica. Outra inovação do sistema é que os magistrados serão notificados por e-mail e, também, pelo Telegram (@PromocapRemocao_tjgo). Com informações do TJGO