domingo, 20 de janeiro de 2019 62 9 9904-5026
Deputado goiano

Sancionada lei que permite falta de aluno por motivo religioso

Foi sancionada pela presidência da República, a lei de autoria do Deputado Federal Rubens Otoni (PT-GO) que regulamenta a aplicação de provas e a atribuição de frequência a alunos impossibilitados de comparecer a determinada atividade em razão de crença religiosa ou liberdade de consciência. A lei foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (4).

O projeto de lei foi apresentado pelo deputado federal Rubens Otoni em 2003 e passou por diversas comissões na Câmara e no Senado, e foi aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça, em novembro de 2018 em caráter conclusivo. “É um projeto importante na medida que ajuda na regulamentação de dois preceitos constitucionais importantes: o direito da educação e também a liberdade religiosa”, defendeu Rubens.

A nova legislação beneficia diversas crenças, entre elas, os alunos adventistas que precisam guardar os sábados por causa da religião. De acordo com o texto, as provas ou as aulas deverão ser repostas sem custo ao aluno ou substituídas por trabalhos escritos.

Também estão previstos métodos alternativos de reposição, como prova ou aula em data alternativa, no turno do aluno ou em outro horário agendado. Também poderá ser feito um trabalho escrito ou outra modalidade de atividade de pesquisa, com tema, objetivo e data de entrega. Quem vai definir é a instituição de ensino. A lei entra em vigor em 60 dias e as instituições de ensino terão até dois anos para se prepararem para esta mudança e não se aplica ao ensino militar.

Comentários



Receba nosso informativo

Cadastre-se em nossa newsletter e fique por dentro das novidades do portal Rota Jurídica