Projeto Café Seguro, do TRT de Goiás, é selecionado para banco de boas práticas do CNJ

O projeto Café Seguro, desenvolvido pelo Tribunal Regional do Trabalho de Goiás, passou a integrar o Portal CNJ de Boas Práticas do Poder Judiciário, que conta agora com 28 iniciativas dos tribunais que podem ser replicadas em todo o Brasil para modernizar e tornar ainda mais eficientes os serviços prestados pela Justiça. A inclusão no Portal é um reconhecimento técnico das iniciativas implementadas pelos órgãos do Judiciário.

O projeto da Justiça do Trabalho goiana, coordenado pelo desembargador Welington Peixoto, gestor regional do Programa Trabalho Seguro, está entre as seis práticas aprovadas pelo Plenário do CNJ na 312ª Sessão Ordinária, realizada no dia 23 de junho. As boas práticas recém-aprovadas atendem aos eixos temáticos “Planejamento e Gestão Estratégica” e “Acesso à Justiça e Cidadania” e foram levadas ao Plenário após análise técnica da Secretaria Especial de Programas, Pesquisas e Gestão do CNJ e do Departamento de Gestão Estratégica (DGE) do órgão.

O projeto Café Seguro foi aprovado dentro do eixo temático “Acesso à Justiça e Cidadania”, juntamente com o projeto Canal Conciliar, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) e o projeto QR CODE para acesso à Ouvidoria, do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR).

Projeto Café Seguro

Desde que foi implantado em junho de 2018, o Projeto Café Seguro já realizou oito edições. É uma ação alinhada à missão do Programa Trabalho Seguro da Justiça do Trabalho, que tem como objetivo dialogar com empresas de médio e grande porte, levando informações a respeito da importância da prevenção de acidentes e doenças de trabalho, bem como aproximar o Tribunal do cidadão. Saiba mais sobre as ações do Programa na página http://www.trt18.jus.br/portal/trabalho-seguro-2/

Portal de boas práticas

O Conselho Nacional da Justiça criou o portal com o objetivo de reconhecer e disseminar iniciativas inovadoras desenvolvidas pelos Tribunais em busca da melhoria da gestão e da prestação jurisdicional. O Portal é um ambiente virtual para o registro e divulgação de práticas de sucesso, possíveis de serem replicadas, que podem servir de modelo para gestão dos diversos órgãos do Poder Judiciário.

São consideradas boas práticas a experiência, atividade, ação, case de sucesso, projeto ou programa, cujos resultados sejam notórios pela eficiência, eficácia e/ou efetividade e contribuam para o aprimoramento e/ou desenvolvimento de determinada tarefa, atividade ou procedimento do Poder Judiciário. Fonte: TRT-GO