Justiça arquiva investigação contra Felipe Araújo, flagrado dormindo dentro de carro em avenida da capital

Felipe Araújo afirmou que estava dormindo após passar mal quando ia comprar pamonha

A juíza Raquel Rocha Lemos, do 2º Juizado Especial Criminal de Goiânia, determinou o arquivamento do inquérito instaurado contra o cantor Felipe Araújo, de 24 anos. Ele foi flagrado, no dia 11 de julho passado, dormindo dentro de um BMW. Na ocasião, o sertanejo, que não possui Carteira Nacional de Habilitação, alegou que se sentiu mal quando ia comprar pamonha. O veículo também estava com IPVA vencido.

O cantor foi flagrado dormindo por uma viatura da SMT que estava passando pelo local por volta de 9h10 quando viu o carro parado ao lado do canteiro central, na pista da esquerda da Avenida Jamel Cecílio, no Jardim Goiás. Felipe Araújo estava sozinho, dormindo no banco do motorista. Os agentes identificaram que era o cantor e o acordaram.

A Polícia Militar foi chamada até o local para realizar o teste do bafômetro com o cantor. Porém, ele não quis fazer o exame. O cantor foi levado para a Delegacia de Investigação de Crimes de Trânsito (Dict). Ele é irmão do cantor Cristiano Araújo, que morreu em um acidente de carro quando voltava de um show em junho de 2015.