Até agora nenhum advogado registrou seu nome para participar da formação da lista sêxtupla para desembargador

Marília Costa e Silva

Advogada Sônia Fernandes

Passados 15 dias da abertura do prazo para inscrições para o processo seletivo de formação da lista sêxtupla constitucional, para o preenchimento da vaga de desembargador destinada a advogado, no Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO), criada pela Lei Estadual nº 20.254/18, nenhum advogado procurou a Ordem dos Advogados do Brasil – Seção de Goiás para registrar seu nome. O prazo se encerra no próximo dia 28 de novembro de 2019, às 18 horas, quando o protocolo for realizado junto ao Atendimento Integrado da OAB-GO ou às 23h59s, quanto for realizado de forma eletrônica, nos termos do § 1º do artigo 2º do Provimento nº 102/2004.

Marcelino Assis Galindo

Apesar de não ter sido registrada nenhuma inscrição, muitos advogados estão mobilizados para participação na listagem. Entre eles Augusto César Rocha Ventura. Ele foi o primeiro nome da listagem formada pela OAB-GO no ano passado, quando Guilherme Gutemberg Isac Pinto foi o escolhido para representar a advocacia no TJGO pelo governador José Eliton para vaga deixada pela aposentadoria do desembargador Geraldo Gonçalves. Outros que integraram a lista sêxtupla e não escondem que serão candidatos são Alexandre de Morais Kafuri e Vicente Lopes da Rocha Júnior. Este último foi o mais jovem dos advogados inscritos em 2018. Ele tinha 39 anos.

Ricardo Baiocchi também tem pretensões de integrar a lista sêxtupla. Ele, que também concorreu na eleição passada, já está visitando os colegas em busca de apoio. Em 2018, 23 advogados se inscreveram no pleito, que ainda não tem data para ser realizado. Danilo de Freitas é outro que voltará a colocar seu nome à disposição dos colegas.

Secretário da Casa Civil Anderson Máximo

Nomes novos na disputa: Anderson Máximo de Holanda, Marcelino Assis Galindo e Tênio do Prado. O primeiro é o secretário de Estado da Casa Civil, homem forte do governador Ronaldo Caiado a quem caberá a tarefa de escolher o novo desembargador. Marcelino é presidente da Comissão de Direito Criminal e de Direitos Humanos da Subseção de Trindade e garante ter uma lista com a assinatura de 37 presidentes de subseções do interior que apoiam sua candidatura. Já Tênio do Prado integra da Comissão da Comissão dos Direitos da Pessoa com Deficiência da OAB-GO. Eduardo Scartezini, ex-ouvidor da OAB-GO também deve participar da eleição.

Três nomes femininos surgem quando o assunto é a formação da lista sêxtupla: Sônia Caetano Fernandes, Antônia Chaveiro e Rosângela Magalhães. Elas já declararam abertamente que vão concorrer à listagem. Esta não será a primeira vez que as três advogadas colocam seus nomes para escolha dos colegas. No ano passado, elas também participaram do pleito.