Arlete Mesquita é uma das coordenadoras de livro que será lançado durante Congresso de Direito Sindical na Bahia

Marília Costa e Silva

Livro é coordenado por três advogadas

Será lançado por ocasião do V Congresso de Direito Sindical, que ocorrerá em Salvador (BA), nesta quinta (30) e sexta-feira (31), o segundo volume da obra Feminismo, Pluralismo e Democracia. A obra tem como coordenadoras as advogadas Alessandra Camarano, Arlete Mesquita e Karlla Patricia de Souza.

Além de coordenar o livro, a goiana Arlete Mesquita e as duas colegas também escreveram um artigo que integra a publicação. O tema do texto é Ser mulher em todos os campos: pensar, existir, duvidar, resistir e progredir.

O V Congresso de Direito Sindical é uma promoção da Associação Brasileira dos Advogados Trabalhistas, da qual Arlete Mesquita é a vice-presidente. O evento será realizado no Wish Ho e tratará de temas de extrema importância para a sociedade brasileira, com palestrantes de renome, nacionais, internacionais e locais. Arlete Mesquita também é diretora da Escola Nacional de Justiça Desportiva (ENAJD) do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), para a gestão 2018/2020. Ele é sócia do escritório Arlete Mesquita Assessoria Jurídica, em Goiânia.

Arlete Mesquita também é um das autoras de artigo que integra o livro

A quinta edição do congresso traz como tema “Sindicalismo. (R) Existir é preciso”, para articular atores sociais, juristas, advogadas, dirigentes sindicais, juízes, representantes do Ministério Público e demais interessados em torno da afirmação dos direitos sindicais como fundamental para a sociedade democrática.

Uma forma de resistir para continuar a existir, segundo os organizadores, é refletir em conjunto sobre o cenário atual que permeia o Direito Coletivo do Trabalho, com a desestruturação do movimento sindical e o rompimento das instituições democráticas que garantem a efetividade da Justiça Social e que trazem como consequência a desconstrução dos direitos sociais.